Revista Raça

Colunistas Destaque

A Diferença entre TER e SER

  • Autor: Amarildo Nogueira

  • Publicado em: 12/06/2018

  • Comentários:

Em alguns momentos por conta da busca desenfreada, por obter conquistas na vida, deixamos de enxergar o que realmente é importante. Quando paramos para pensar e analisar o que falta conquistarmos, algo que desejamos SER ou TER, não nos atentamos aos detalhes. Não percebemos que o TER é algo relativo que pode ter prazo de validade, por um tempo determinado ou acabar quando menos esperamos. Enquanto que o SER é consistente e duradouro. Assim relato esta pequena história que retrata o que desejo expressar.

Um dia o senhor TER se deparou com o senhor SER e cheio de soberba lhe perguntou:

- Pra que esta preocupação e determinação por SER alguém? É para demonstrar para as pessoas ao seu redor que você pode conquistar algo?

E o senhor TER continua:

- Seja prático e despretencioso. Agindo assim já consegui boa parte do que desejo TER, enquanto você ainda caminha no rumo a SER algo que nem sabe se poderá alcançar.

Por alguns instantes o senhor SER se cala e depois responde ao senhor TER dizendo:

- Aquele que se preocupa em TER rapidamente é como aquele que constroi sua casa na areia, sem alicerce e em terra fofa, fazendo com que em algum momento a mesma venha a cair. Mas aquele que procura SER pode demorar mais, porém constroi sua casa sobre a rocha com alicerce firme e sua casa já mais cairá.

No mundo em que vivemos as pessoas estão muito mais preocudas em TER do que SER, importando muito mais a aparência do que a consistência.

A sabedoria em se preparar para SER deve ser maior do que TER. TER será a consequência do SER.

Gandhi sempre foi referência por SER sábio em suas ações e colocações. Certo dia, em dado momento enquanto estudava direito, um professor que não gostava dele lhe fez a seguinte pergunta com intuito de ridicularizá-lo:

"Sr. Gandhi, você está andando na rua e encontra um saco, dentro dele está a sabedoria e uma grande quantidade de dinheiro, qual dos dois você pegaria?"

Gandhi responde sem hesitar:

- "É claro professor que pego o dinheiro!"

O professor sorrindo com ar de deboche diz:

- "Eu, ao contrário, teria pego a sabedoria, você não acha?"

- Gandhi então responde: "Cada um tira o que não tem."

A resposta que Gandhi deu ao seu professor era fruto de SER um homem sábio, onde objetivava deixar claro que quando possuímos o SER, o TER se torna consequencia do mesmo.

E você se preocupa em TER ou SER?

Grande abraço e sucesso!

Mestre em Gestão de Negócios pela Universidade Católica de Santos, MBA em Logística Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Business and Management International Professional pela University of California (Irvine-EUA). É Consultor empresarial e autor do livro Logística Empresarial: uma visão local com pensamento globalizado. Ministra Palestras e Treinamentos em todo Brasil, onde já desenvolveu e capacitou mais de 60.000 pessoas.

 

*Este artigo reflete as opiniões do autor. A Revista Raça não se responsabiliza e não pode ser responsabilizada pelos conceitos ou opiniões de nossos colunistas

Mestre em Gestão de Negócios pela Universidade Católica de Santos, MBA em Logística Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Business and Management International Professional pela University of California (Irvine-EUA). É Consultor empresarial e autor do livro Logística Empresarial: uma visão local com pensamento globalizado. Ministra Palestras e Treinamentos em todo Brasil, onde já desenvolveu e capacitou mais de 60.000 pessoas.

Comentários

Comentários