AfroLab é um Laboratório Criativo em Moda Afrobrasileira que propõe atividades em três dias, com palestra de abertura e compartilhamento das experiências das estilistas baianas, Carol Barreto e Claudia Soares, e tem como culminância a produção de um Editorial de Moda e Exposição dos looks criados. O laboratório criativo surge com uma proposta de imersão reflexiva e criativa, cuja finalidade é de instrumentalização no âmbito do Projeto de Design, Metodologia para Planejamento de Coleção e Construção de Imagem de Moda voltada à formação crítica de profissionais de moda negras e negros.

A proposta se iniciou em 2013, época em que as estilistas eram docentes de graduação em Design de Moda na cidade de Salvador - BA, e também quando Carol Barreto foi convidada a representar o Brasil na Dakar Fashion Week no Senegal.  Para viabilizar a coleção num curto espaço de tempo entre o convite e a data do desfile, as professoras decidiram compartilhar com suas estudantes o processo criativo e de confecção da coleção até as etapas de Styling e Fotografia de Moda. Assim, desenvolveram a metodologia de imersão reflexiva afinada aos princípios da Arte Conceitual Fenomenológica.

Nos anos seguintes, as Coleções construídas para outros desfiles internacionais - Bogotá, Chicago, Toronto, Paris, Dakar, Luanda e Nova York - passaram a ser campo de pesquisa e experimentação coletiva sob a coordenação da dupla.

São quatro anos de experiência nessa modalidade de trabalho inovadora, que desenvolveram juntas. Após a análise dos registros e resultados obtidos, compreenderam que se tratava de uma contribuição científica ao campo do Design de Moda.

Claudia Soares, por sua vez, registrou essa metodologia e experiência na sua dissertação do Mestrado em Artes Visuais, na Linha de Pesquisa em Design da Universidade Federal da Bahia e Carol Barreto tem publicado artigos científicos sobre o assunto e está escrevendo sobre tais metodologias como forma de materialização da relação em Moda e Ativismo Político numa perspectiva Feminista e Antirracista, na Tese de Doutorado do Programa Multidisciplinar em Cultura e Sociedade também da UFBA.

 

 

Programação

Dia 01: Palestra de abertura: Moda Afrobrasileira, Racismo e Criação.

O encontro trata das especificidades da moda afrobrasileira - o que a caracteriza, de que elementos ela se alimenta e que tendências dissemina. As estilistas relatam os processos criativos das coleções que construíram em parceria e a metodologia por elas desenvolvida. A partir da experiência compartilhada, a palestra embasa a construção do laboratório criativo que ocorrerá no dia seguinte.

Dia 02: Laboratório Criativo

A partir de elementos de inspiração na cultura afrobrasileira e em algumas comunidades tradicionais e urbanas do continente africano, no primeiro dia de laboratório, os participantes trabalharão na criação e execução de looks completos de modo sustentável, sob a orientação das estilistas. Com as peças finalizadas, da criação até a confecção, será construída uma ação de exposição da coleção em manequins e por meio da fotografia.

Dia 03: Laboratório de Construção de Imagem de Moda

Ao final, os trabalhos serão expostos no Sesc Rio Preto.

 

Serviço:

O ‘Afrolab’, com Carol Barreto, designer de moda autoral e Cllaudia Soares, designer de moda e especialista em Moullage, acontece de 01 a 3/12 e integra a programação no especial Negrura, no SESC Rio Preto, em São José do Rio Preto, SP. As inscrições são gratuitas. Inscrições: Pelo e-mail inscricao@riopreto.sescsp.org.br ou na Central de Atendimento. 30 vagas.

Local

Espaço Tecnologias e Artes, Sesc Rio Preto, São José do Rio Preto - SP

Saiba mais em http://bit.ly/Negrura

 

 

Comentários

Comentários