Com a mensagem publicitária "White is purity" ("Branco é pureza", em tradução livre) a marca de cosméticos Nivea visava promover um desodorante aerosol, mas acabou desencadeando uma onda de indignação nas redes sociais. As acusações de racismo foram tantas que a multinacional alemã decidiu retirar a campanha de circulação.

O anúncio trazia a imagem de uma mulher de costas com o título "White is purity". Ele foi postado na página oficial da empresa no Facebook. O post – já deletado – veio com o texto "Keep it clean, keep it bright. Don't let anything ruin it" ("Mantenha limpo, mantenha brilhante. Não deixe nada estragar isso", em tradução livre). A publicação era dirigida ao público do Oriente Médio – a empresa tem quase 20 milhões de fãs no Facebook mundo afora.

branco-e-pureza-nivea-camapanha-dw

Nivea, uma marca do conglomerado alemão Beiersdorf AG, retirou o anúncio e pediu desculpas depois de muitos usuários terem se queixado nas redes sociais sobre um cunho racista da mensagem publicitária.

Os executivos de marketing da Nivea queriam anunciar com o slogan um desodorante "invisível", que não deixa marcas nas roupas. No entanto, muitas pessoas associaram o slogan com racismo, em vez de axilas limpas.

"Pedimos sinceras desculpas a qualquer pessoa que possa ter se ofendido com este post específico. Depois de percebermos que a mensagem é confusa, ela foi retirada imediatamente", disse um porta-voz da Nivea. "Diversidade e igualdade de oportunidade são valores cruciais da Nivea. Valorizamos a diferença: a discriminação direta ou indireta deve ser rejeitada em todas as decisões e em todas as áreas de nossas atividades."

Em contrapartida, o anúncio publicitário foi enaltecido e compartilhado por simpatizantes do movimento direita alternativa ("alt-right", em inglês) – ideologia de direita que se apresenta como alternativa ao conservadorismo americano – e extremistas de direta.

Comentários

Comentários