A autora Joana Silva conta a trajetória do Centro de Cultura e Arte Negra

 

Texto: Redação | Foto: Divulgação

Centro de Cultura e Arte Negra  | Foto: Divulgação

Centro de Cultura e Arte Negra | Foto: Divulgação

A Selo Negro Edições está lançando o volume 9 da Coleção Retratos do Brasil Negro, que conta a trajetória do Centro de Cultura e Arte Negra (Cecan), organização que atuou na capital de São Paulo e uma das primeiras entidades negras a trabalhar a ideia da negritude.

Analisando suas duas principais fases, a autora Joana Maria Ferreira da Silva mostra a origem da entidade, sua proposta de ação, o uso do teatro como instrumento de conscientização e de denúncia, e as atividades educacionais e culturais empreendidas por seus membros.

 

Quer ver esta e outras matérias da revista? Compre esta edição número 169

 

Comentários

Comentários