O rapper Drake acusou o The Madison Club — hotel conhecido por suas luxuosas instalações — de selecionar seus hóspedes de acordo com a cor de pele. O comentário foi publicado em seu Instagram no último domingo, 16, e deletado logo em seguida, de acordo com informações da revista People.

Drake

“O lugar mais ofensivo em que fiquei na minha vida inteira, onde o staff decide as pessoas que ele vai receber de acordo com o seu perfil racial”, escreveu ele na postagem. Antes de Drake retirar a mensagem de sua rede social, o hotel emitiu um pedido de desculpas ao artista. “Estamos tentando resolver este problema o mais rápido possível”, informou o clube a Drake, de acordo com a publicação.

“A satisfação do consumidor é nossa prioridade e o fato de você ter tido essa experiência é constrangedor para nós. Pedimos desculpas pelo inconveniente”, afirmou o hotel, que ainda disse ser intolerante a práticas de racismo e que as denúncias de discriminação serão investigadas. O cantor estava hospedado no estabelecimento — localizado na Califórnia — desde o sábado, 15, para se apresentar no festival Coachella, que começou no último fim de semana.

Comentários

Comentários