Saiba mais sobre o enredo do filme "Diário de uma louca"

 

TEXTO: André Rezende e Amilton Pinheiro | FOTO: Divulgação | Adaptação web: David Pereira

Filme "Diário de uma Louca" | FOTO: Divulgação

Filme "Diário de uma Louca" | FOTO: Divulgação

No filme Diário de uma Louca Charles McCarter (Steve Harris) e sua esposa Helen (Kimberly Elise) são um casal prestes a comemorar 18 anos de casados, num casamento que parece ideal. Mas Helen é surpreendida quando chega em e suas roupas estão sendo carregadas. Em meio a este escândalo, ela descobre que Charles está despejando-a e mudando-se com sua amante, Brenda (Lisa Marcos), com quem ele tem dois filhos.

A partir deste momento, o filme se transforma no drama de Helen, abandonada por seu marido cruel e forçada a começar uma nova vida, que passa a ser invadida pela avó “louca” Madea (Tyler Perry). Madea, personagem mais popular de Perry atualmente, ensina Helen a arte do retorno triunfal, como na cena em que elas rasgam a roupa da amante. “Esta é para cada mulher negra que já teve um problema com um homem negro”, grita Madea, como se a mensagem fosse para cada mulher que estivesse assistindo ao filme. A personagem Helen, a clássica dona de casa desprezada, é tratada como um mártir para que o público feminino possa se projetar nela. Com uma personagem tão descomunal como Vovó Madea, Diário de uma Louca beira o inoportuno em seu melodrama. O filme é um grande jogo de paixão para as mulheres negras, e o diretor não pretende apenas contar uma história, mas atingir o público em seus pontos fracos.

Quer ver esta e outras matérias da revista? Compre esta edição número 176.

Comentários

Comentários