IMA - Sempre em frente é uma obra que relata a perseguição aos judeus na Viena nazista

 

Texto: Redação | Foto: Divulgação

Ima- Sempre em Frente | Foto: Divulgação

Ima- Sempre em Frente | Foto: Divulgação

Nesta belíssima obra triste e histórica, Julia vivia com os pais e o irmão em Viena (Áustria), quando os alemães anexaram o país. Boa parte da população os recebeu de braços abertos, mas para a família de Julia e demais judeus do país, aquele era o ­fim de uma história e o início de uma vida de perseguição e massacre.

O ano era 1938. Diante deste cenário e do futuro nada promissor que os aguardava na Viena nazista, os pais de Julia tomam a difícil decisão de enviá-la sozinha para a Palestina (hoje Israel), onde teria mais chances de sobreviver.No drama da despedida, o conselho do pai, que ela não viria a ver mais, foi de seguir sempre em frente. E foi justamente o que ela fez desde que partiu da Áustria aos 18 anos, rumo ao desconhecido. Hoje, aos 93 anos, Julia, ou Ima (mãe em hebraico), ainda é um exemplo de superação para aqueles que cruzam o seu caminho.

Quer ver esta e outras matérias da revista? Compre esta edição número 190

Comentários

Comentários