A obra "Gonzaguinha e Gonzação", de Regina Echeverria, inspirou o filme "Gonzaga: de pai para filho". Saiba mais

 

TEXTO: Redação | FOTO: Divulgação | Adaptação web: David Pereira

"Gonzaguinha e Gonzagão - Uma história brasileira", de Regina Echeverria | FOTO: Divulgação

"Gonzaguinha e Gonzagão - Uma história brasileira", de Regina Echeverria | FOTO: Divulgação

Com diferenças gritantes de personalidade, postura política e comportamento, o entendimento entre pai e filho só se daria após muitos anos de traumas, dores e enfrentamentos. Foi somente no final de 1979, no show Vida de viajante, que “Gonzaguinha e Gonzagão” enfim se apresentaram juntos, selando uma amizade que duraria até o fim de suas vidas. Durante esse período, mais de vinte horas de conversa entre os dois foram registradas. Foi da audição dessas fitas que essa biografia tomou forma. Lançada originalmente em 2006 por Regina Echeverria, a obra foi inspiração para o roteiro do filme "Gonzaga: de pai para filho", de Breno Silveira.

Quer ver esta e outras matérias da revista? Compre esta edição número 172.

Comentários

Comentários