O presidente francês Emmanuel Macron causou revolta e indignação nesta semana após afirmar que o principal problema da África é o fato das mulheres terem muitos filhos. Tal avaliação gerou uma enxurrada de críticas nas redes sociais.

O polêmico discurso do francês aconteceu durante o G20, o encontro das 20 maiores economias do planeta, realizado entre os dias 7 e 8 de julho em Hamburgo, na Alemanha. O vídeo só foi divulgado nesta segunda-feira.

“Quando os países ainda têm sete a oito filhos por mulher, você pode decidir gastar bilhões de euros, mas você não vai estabilizar nada”, alegou Macron.

EMMANUEL MACRON AU SOMMET DU G20 À PROPOS DE L'AFRIQUE "Quand des pays ont encore aujourd'hui 7 à 8 enfants par femme, vous pouvez décider d'y dépenser des milliards d'euros vous ne stabiliserez rien".

Publicado por FIRST Magazine em Domingo, 9 de julho de 2017

Nas redes sociais, os principais comentários acusaram o presidente da França de culpar crianças inocentes, ao invés de responsabilizar as companhias estrangeiras que “os roubam”.

“Aparentemente, o saque de recursos pelas empresas ocidentais não faz parte dos problemas [da África]. É culpa de 7-8 crianças [por mulher]”, um internauta escreveu sarcasticamente no Twitter, acrescentando que o problema demográfico é o resultado do subdesenvolvimento, não a causa.

“Ele esqueceu dos países que estão saqueando recursos naturais da África”, escreveu outro.

 

 

 

Comentários

Comentários