Em minhas palestras, treinamentos e aulas ministradas em cursos de MBA e Pós-graduação tenho a oportunidade e o privilégio de conhecer pessoas que possuem os mais variados tipos de pensamentos e concepções com relação a vida, seja pessoal ou profissional. Sempre digo a todos que o saber não ocupa espaço e que com as novas tendências deste mundo atual onde vivemos, em um mercado em constante evolução, manter-se atualizado se faz necessário sendo em alguns momentos uma questão de sobrevivência na área que se atua.

Então resolvi escrever sobre este tema está semana, por conta de algumas conversas que tenho tido com gestores e empresários, que se queixam da falta de mão de obra especializada. Quando ouço este tipo de queixa pergunto em seguida se ele está procurando capacitar seus colaboradores ou estimular o seu desenvolvimento. Quando faço este tipo de pergunta alguns deles me dizem que sim, outros dizem que não pois esta preocupação deve ser um papel do colaborador.

Os treinamentos e cursos são de grande importância para proporcionar o crescimento de uma pessoa ou empresa. A medida em que condições estimulantes para o ensino-aprendizagem são disponibilizadas, existe aumento de produtividade e melhoria nas decisões, influenciando de forma mais assertiva gerando resultados expressivos, tanto gerenciais quanto operacionais.

Saber quais as melhores práticas de como realizar as atividades diárias depois de um período de aprendizado é fácil, mas saber fazer de forma diferente agregando valor e conseguindo lucrar é o que faz a diferença no faturamento e performance da empresa. Para agregar este valor é necessário colocar em prática.

Os colaboradores devem agregar valor à empresa, mas para isto é preciso que empresa e colaboradores busquem novos conhecimentos que lhe proporcionem aprendizado que possibilitem as melhores práticas de suas atividades. As empresas aos poucos, estão se conscientizando de que o conhecimento aliado a prática de cada fase dos processos é de grande importância para o sucesso de toda a operação.

Além de capacitar os colaboradores da empresa, se faz necessário também fidelizar cada um deles, para que tenham orgulho de trabalhar na empresa, pois é um prejuízo significativo para empresa capacitar um profissional lhe proporcionando pleno conhecimento, do que faz, em sua carreira e o mesmo sair por problemas de desmotivação com a empresa ou o gestor (chefe), sendo este um dos maiores vilões que proporcionam demissões.

Para finalizar utilizo de uma frase de um grande diretor, em uma empresa que tive o privilégio de conhecer trabalhando em um projeto de reestruturação, e que dizia sempre; “Quero que os colaboradores de nossa empresa façam de tudo para não sair e que as pessoas da sociedade que buscarem por uma oportunidade profissional em nossa empresa façam fila para entrar! ”

Lembre-se, você é fruto de suas escolhas então escolha ser o melhor que puder!

Grande abraço e sucesso!

 

Amarildo Nogueira

Mestre em Gestão de Negócios pela Universidade Católica de Santos, MBA em Logística Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Business and Management International Professional pela University of California (Irvine-EUA). É Consultor empresarial e autor do livro Logística Empresarial: uma visão local com pensamento globalizado. Ministra Palestras e Treinamentos em todo Brasil, onde já desenvolveu e capacitou mais de 60.000 pessoas.

*Este artigo reflete as opiniões do autor. A Revista Raça não se responsabiliza e não pode ser responsabilizada pelos conceitos ou opiniões de nossos colunistas

Comentários

Comentários