FILE -- Rep. Cedric Richmond (D-La.), third from right, chair of the Congressional Black Caucus, speaks to reporters after he and fellow members of the caucus had a meeting with President Donald Trump at the White House, in Washington, March 22, 2017. A change in how the Washington, D.C. police publicizes missing teenagers has led some observes to believe there were more cases. From left: Reps. Anthony Brown (D-Md.), Karen Bass (D-Calif.), Brenda Lawrence (D-Mich.), Andre Carson (D-Ind.), Richmond, Gwen Moore (D-Wis.) and James Clyburn (D-S.C.). (Doug Mills/The New York Times)

Congressistas negros dos Estados Unidos estão pedindo para que o Deparamento de Justiça investigue o alto número de crianças e adolescentes desaparecidos em Washington.

Nos primeiro três meses do ano, o Distrito de Columbia registrou 501 casos de sumiço de jovens, a maioria deles negros ou latinos, segundo o Departamento da Polícia Metropolitana (MPD, na sigla em inglês), que patrulha a cidade. Até o último dia, 22 ocorrências ainda não haviam sido solucionadas.

Cedric Richmond, presidente da Congressional Black Caucus, organização para legisladores negros, e Eleanor Holmes Norton, representante de Washington no Congresso, enviaram uma carta a Jeff Sessions, procurador-geral dos Estados Unidos, e James Comey, diretor do FBI, pedindo que "destinem recursos necessários para determinar se esses acontecimentos são anormais ou indicativos de uma tendência que deve ser observada", segundo divulgou a agência de notícias Associated Press, que obteve acesso ao documento.

Comentários

Comentários