Evento sediado no Museu Afro Brasil discute estratégias para a equidade racial nas escolas

 

TEXTO: Redação | FOTO: Renata Teixeira | Adaptação web: David Pereira

Seminário “Gestão Escolar para a Equidade – Juventude Negra” | FOTO: Renata Teixeira

Seminário “Gestão Escolar para a Equidade – Juventude Negra” | FOTO: Renata Teixeira

O Fundo Baobá, o Instituto Unibanco e a Universidade Federal de São Carlos realizaram em agosto de 2014 o seminário “Gestão Escolar para a Equidade – Juventude Negra”. O evento, sediado no Museu Afro, em São Paulo, teve como objetivo discutir os desafios e estratégias para uma gestão que construa relações de equidade racial na escola.

O seminário reuniu diversos especialistas e profissionais ligados à questão racial e à educação, como Macaé Maria Evaristo dos Santos, secretária de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão do Ministério da Educação (Secadi); Valter Silvério, professor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar); e Cristina Trinidad, oficial de projetos do setor de educação da UNESCO. Eles palestraram sobre o levantamento do Unicef, de 2012, mostrou que mais de 1,5 milhão de adolescentes, entre 15 e 17 anos, estão fora da escola e, desses, 61,2% são negros.

Com a colaboração técnica do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades, foi divulgado durante o evento o edital “Gestão Escolar para a Equidade – Juventude Negra”, iniciativa criada entre o Fundo Baobá, o Instituto Unibanco e a Universidade Federal de São Carlos para promover ações escolares que promovam o envolvimento dos jovens e da comunidade, assim como a possibilidade de serem replicadas em outras escolas.

Quer ver esta e outras matérias da revista? Compre esta edição número 193.

Comentários

Comentários