A lenda diz que massagear o couro cabeludo e o cabelo com óleos naturais, promove o crescimento de fios mais fortes, saudáveis e com brilho extra. Eu acredito!

 A umectação capilar é uma técnica milenar, difundida especialmente na índia para cuidar das madeixas. Lá as mulheres costumam fazer massagem na raiz e na extensão dos fios com óleos naturais.

No Brasil, a técnica começou a ficar muito popular há menos de dois anos, quando despontaram no mercado, produtos cosméticos específicos para isso. A maioria deles tem na composição óleo de coco, rícino, argan, karité, abacate e azeite de oliva. Ainda que a novidade venha em potinhos dermatologicamente testados, muita gente ainda prefere usar óleos vegetais 100% naturais e não processados industrialmente. Em muitos lugares se usa até banha de origem animal (a minha avó usava e sempre estava com o cabelo macio).

Se o seu cabelo é crespo ou cacheado, as chances de você gostar da técnica são enormes. Isso porque estes dois tipos de fibras são geralmente mais secos. Na verdade, a curvatura dos fios não permite que a gordura natural gerada pelo nosso organismo alcance toda sua extensão, tornando-os mais secos.

As duas formas mais conhecidas de fazer umectação capilar são: a noturna e a pré-shampoo.

Minha receita de umectação capilar noturna consiste em aplicar o óleo ou produto cosmético no cabelo sujo, massageando o couro cabeludo com movimentos suaves e circulares e levando o produto até as pontas. Às vezes, permaneço com o produto no cabelo por algumas horas ou durmo com ele. Depois, lavo como de costume. O meu cabelo é crespo e bem seco, por isso, prefiro lavar com condicionadores limpantes e/ou higienizadores sem sulfato e/ ou detergentes fortes (sigo a rotina low poo).

Se estou com pouco tempo, faço a umectação capilar pré-shampoo. O processo é o mesmo, mas, fico menos tempo com o óleo no cabelo. No máximo 30 minutos. Depois lavo, condiciono e finalizo como de costume. Na lavagem já dá para sentir que o shampoo parece agredir menos os fios, mesmo aqueles com sulfato e outros detergentes na composição.

Rachel Quintiliano é jornalista, pós-graduada em comunicação e saúde, consultora na área de comunicação, planejamento e sistematização com foco em saúde, gênero e raça e empreendedora do ramo de cosméticos.

Comentários

Comentários