Revista Raça

Especiais

A CULTURA NEGRA NO ESPETÁCULO ELIS, A MUSICAL

  • Autor: redação redação

  • Publicado em: 17/10/2016

  • Comentários:

Os atores Ícaro Silva e Lincoln Tornado , da peça "Elis, a musical", falam sobre a cultura negra no espetáculo

 

TEXTO: Luciana Reis | FOTO: Divulgação "Elis, a Musical" | Adaptação web: David Pereira

Cena da peça “Elis, A Musical”, com Ícaro Silva, Lincoln Tornado e grande elenco | FOTO: Divulgação
Cena da peça “Elis, A Musical”, com Ícaro Silva, Lincoln Tornado e grande elenco | FOTO: Divulgação

Mostrar o período de maior efervescência musical no país e algumas das fases da vida de Elis foram alguns dos objetivos do espetáculo "Elis, a musical". Os atores buscaram, por meio de suas interpretações, representar a cultura brasileira e, como consequência, a cultura negra intrínseca, como afirma Ícaro Silva: “A cultura negra está em cada detalhe da cultura brasileira. No Brasil, o afro é ainda mais forte que as características latinas. Mas percebemos que a cultura negra ainda não é reconhecida aqui. A representatividade do negro nas formas de mídia é ainda muito pequena. Não se tem, por exemplo, personagens em quantidade suficiente para os talentos negros que existem”.

Para Lincoln Tornado, é difícil ainda hoje ser necessário refletir sobre esta questão: “Eu não gostaria de lutar para incluir o negro, eu gostaria que isso fosse comum, que não fosse necessário lutarmos por nada. Quando falo que faço black music, me refiro à origem da música, de onde veio, apenas isso, não é uma música somente para o negro. A luta pela inclusão me incomoda, eu prefiro a luta pela não exclusão. Não quero ver negros interpretando apenas a empregada, ou o segurança, ou o capanga. Eu quero ver também o negro dono de empresa. Eu quero fazer esse personagem, que o público me veja de terno e não ache que eu sou o segurança”, conclui.

 

Quer ver esta e outras matérias da Revista Raça? Compre esta edição número 191.

Comentários

Comentários