Aumenta o número de mulheres negras postulantes a cargos políticos

Redaçãosetembro 29, 20203 min
https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2020/09/divulgação-eu-voto-em-negra.jpeg

Um levantamento do Tribunal Superior eleitoral mostra que aumentou substancialmente o número de candidaturas de postulantes do sexo feminino para as eleições municipais. Pela primeira vez na história também é maior o número de candidatos autodeclarados negros (pretos ou pardos) em relação aos que se identificam como brancos.

Os 523 mil pedidos computados até agora já representam 45 mil a mais do total de 2016 e cerca de 80% do que o tribunal espera receber este ano, com base nas convenções partidárias —cerca de 645 mil postulantes.

O percentual de candidatas mulheres é de 34%, 176 mil concorrentes. Esse índice não passou de 32% nas últimas três eleições. Pelas regras atuais, os partidos devem reservar ao menos 30% das vagas de candidatos e da verba pública de campanha para elas.

Em relação à maior presença de negros, especialistas destacam o impacto do aumento de pessoas que se reconhecem como pretas e pardas após ações de combate ao racismo. Os autodeclarados pretos e pardos somam 51% dos candidatos (263 mil) contra 48% dos brancos (248 mil). Entre os negros, 208 mil se declaram pardos e 55 mil, pretos.

O crescimento de negros e mulheres na disputa às prefeituras e Câmaras Municipais tem como pano de fundo o estabelecimento das cotas de gênero a partir dos anos 90 e as mais recentes cotas de distribuição da verba de campanha e da propaganda eleitoral, decisões essas tomadas pelos tribunais superiores em 2018, no caso das mulheres, e em 2020, no caso dos negros.

A cota eleitoral racial ainda depende de confirmação pelo plenário do STF (Supremo Tribunal Federal), o que deve ocorrer nesta semana.

Comentários

Comentários

Redação

https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2017/08/logo-scaled.jpg

Há 24 anos no mercado, a pioneira e mais antiga publicação negra do Brasil.

Comentários

Comentários