Os típicos Blocos Afros podem enfim ganhar espaço no famoso carnaval de Salvador

 

Texto: Redação | Foto: Divulgação

Blocos Afros | Foto: Divulgação

Blocos Afros | Foto: Divulgação

A Liga dos Blocos Afro da Bahia apresentou ao prefeito João Henrique o projeto Afródromo, um circuito alternativo para o desfile dos blocos afro e afoxés no Carnaval da capital baiana. O novo circuito, porém, é apenas uma das três etapas do projeto, que visa desenvolver um novo olhar sobre a Cidade Baixa por meio do turismo cultural.

As outras etapas abrangem os trechos da Calçada ao Largo de Roma e de Boa Viagem à Ribeira, áreas em que deverão ser desenvolvidos eventos do calendário cultural local ao longo do ano, a exemplo da Festa do Bom Jesus dos Navegantes, da saída da Lavagem do Bonfim e a Festa da Conceição da Praia.

Se aprovado, o Afródromo será instalado na Avenida da França, em um circuito de 2,5 quilômetros entre o Mercado Modelo e a Feira de São Joaquim, com arquibancadas gratuitas com capacidade para 20 mil foliões, espaços do Reggae e do Samba, iluminação especial, praça de alimentação e projeções de imagens nas paredes do Porto de Salvador. Estima-se que sejam gerados 25 mil empregos e que sejam atraídas diariamente 200 mil pessoas para o percurso.

 

Quer ver esta e outras matérias da revista? Compre esta edição número 171

Comentários

Comentários