Carrefour lança editais para apoiar iniciativas de combate ao racismo

O total dos investimentos do Carrefour neste primeiro ciclo de editais focados na população negra chega a R$2 milhões, investidos em ações antirracistas comunicadas após a morte de João Alberto Freitas. 

Nesta terça-feira (1), o Grupo Carrefour Brasil lança o primeiro ciclo de editais de estímulo a equidade racial, com foco em fortalecimento de instituições, fomento ao empreendedorismo negro e combate ao racismo.

São três editais, que visam beneficiar cerca de 40 organizações e coletivos nas temáticas de educação, empregabilidade e empreendedorismo, sendo todos voltados para a população negra.

Os editais foram desenvolvidos com apoio da KLID, consultoria que ajuda organizações interessadas em apoiar causas sociais, e o total dos investimentos neste primeiro ciclo chega a R$ 2 milhões. Os recursos serão aplicados durante 1 ano com possibilidade de extensão do projeto, a depender de avaliação.

A ação faz parte dos compromissos firmados com a sociedade desde a morte de João Alberto, um homem negro, em uma unidade do Carrefour em Porto Alegre

“Estamos realizando as mudanças internas necessárias para promover a igualdade, e entendemos que é essencial fomentar movimentos que já trabalham para o desenvolvimento da comunidade negra”, diz Lúcio Vicente, diretor de Sustentabilidade do Grupo Carrefour Brasil.

Edital: Fortalecimento da luta de combate ao racismo

Tem como objetivo apoiar iniciativas de combate ao racismo e à discriminação, através do investimento em projetos e ações de coletivos e organizações da sociedade civil focados nessa frente.

Serão selecionadas dez organizações que receberão, cada uma, R$ 30 mil para desenvolver campanhas de conscientização de combate ao racismo, criação de conteúdo antirracista e projetos de cunho antirracistas e de valorização da identidade e da cultura negra por até 12 meses. O investimento neste edital é de R$ 300 mil.

Edital: Apoio a grupos que trabalham com a questão racial

Voltado ao apoio e fortalecimento institucional de organizações e coletivos negros da sociedade civil, que desenvolvem e implementam iniciativas ligadas à temática racial, com foco na população negra.

O investimento será de R$ 975 mil e duração de 12 meses – podendo se estender por igual período – e serão selecionadas quinze organizações que receberão, cada, R$ 65 mil.

Os recursos podem ser direcionados ao aprimoramento da estratégia, métodos e processos de gestão, das atividades de comunicação e divulgação institucional e despesas regulares de funcionamento da organização.

Edital: Protagonismo a empreendedores negros

Com essa frente de investimento, o Grupo Carrefour Brasil busca apoiar coletivos, aceleradoras, incubadoras e instituições sem fins lucrativos que atuem no fortalecimento e expansão do empreendedorismo negro.

Ao todo, serão selecionadas quinze organizações, que receberão um total de R$ 750 mil (R$ 50 mil cada) que serão usados para investir em atividades de capacitação, formação e mentoria direcionadas para pequenos e microempreendedores negros.

O valor também pode ser usado para estruturar serviço de consultoria e para a facilitação da distribuição de tecnologias, ferramentas e processos, bem como na disponibilização de microcrédito e na contribuição à pesquisa e inovação que fortaleça a recuperação econômica de negócios de empreendedores negros.

Antirracismo

Além dos editais, outras medidas vêm sendo tomadas pelo Grupo Carrefour Brasil para combater o racismo. Internamente, a companhia fortaleceu as políticas voltadas à diversidade, intensificou treinamentos e iniciou o processo de internalização da equipe de segurança interna de suas lojas, que terão novo perfil de atendimento, mais acolhedor ao cliente. Para o mercado, em 28 de abril, durante um Fórum com mais de 10 mil fornecedores, foi anunciada a inclusão de uma cláusula nos contratos da empresa com todos os fornecedores, que obriga qualquer empresa que tenha relação com o Grupo Carrefour Brasil a adotar medidas de combate ao racismo, com tolerância zero para aquelas que vierem a ter casos de racismo confirmados.

Todas as ações contam com a chancela do Comitê Externo independente, cujos membros são especialistas em diversidade, inclusão e líderes de movimentos negros, e que tem apoiado a empresa na luta antirracista.

Com estas medidas, o Grupo Carrefour Brasil busca assumir uma posição proativa no apoio à luta contra o racismo no país. Para saber mais sobre os editais e outras iniciativas do Grupo Carrefour Brasil

Comentários

Comentários

About Author /

Start typing and press Enter to search