Evento discute cinema negro na pós-pandemia

Entre os dias 05 e 14 de novembro, o evento, “Nicho Novembro”, convida o público para refletir sobre cinema negro na pós-pandemia, a partir de filmes, oficinas e debates

De 05 a 14 de novembro, acontece a terceira edição do “Nicho Novembro”. O evento gratuito reúne mostra de cinema negro, atividades de formação, painéis de discussão sobre temas relevantes do setor do audiovisual e rodada de negócios com players do mercado. O tema escolhido para edição deste ano é “Para qual normal voltaremos?”, que está em consonância com a produção de cinema negro na pós-pandemia de Covid-19.

Segundo Fernanda Lomba, co-diretora do Nicho 54, instituição organizadora do evento, “a nossa proposta durante esses dez dias de evento é a de criar um espaço físico e simbólico que possibilite visionarmos novas posições e pertencimento, num exercício coletivo de prospecção para a construção e entendimento deste normal que queremos.” 

Heitor Augusto, também diretor do Nicho 54, declarou a existência de um avanço de culturas insalubres no mercado do audiovisual, desde que as produções foram retomadas. “O dinheiro diminuiu, os custos das produções aumentaram e existem mais profissionais disponíveis no mercado. Esse novo normal está impondo que a gente aceite qualquer condição de trabalho. Não queremos aceitar isso. Portanto, precisamos falar dessas movimentações, por vezes, silenciosas que estão acontecendo nessa retomada”.

Destaque nacional da mostra de cinema

Foto divulgação do filme “Como respirar fora d’água”

Os organizadores do evento indicaram que os filmes foram selecionados a partir de um  processo de curadoria que buscou estabelecer diálogo entre as diásporas e o continente africano. Os 16 filmes são obras exibidas e premiadas em festivais de cinema nacionais e internacionais.

A produção brasileira está representada com sete títulos nesta edição do evento. Em destaque está o curta-metragem ficcional “Como respirar fora d’água”, de Júlia Fávero e Victoria Negreiros. O filme conta a história de Janaína abordada violentamente pela polícia enquanto voltava do treino de natação. Já em casa e livre do perigo, ela encara a relação com seu pai, Júlio, também policial militar, com outros olhos.

Saiba como participar do evento de cinema negro

Os filmes serão exibidos pela plataforma de streaming Sala 54 (www.sala54.com.br). É necessário fazer um cadastro. 

As atividades de formação serão realizadas via Zoom, mediante inscrição. As de mercado  poderão ser acessadas pelo Facebook e Youtube da instituição organizadora. 

Confira a programação: https://www.sala54.com.br/mostras/nicho-novembro-2021/

Foto divulgação do filme “Como respirar fora d’água”

Comentários

Comentários

About Author /

Jornalista, pós-graduada em comunicação e saúde, produtora de conteúdo, defensora dos direitos humanos e promotora da equidade de gênero e raça. Escreve sobre beleza, identidade, autoestima, livros e filmes. É também idealizadora do Mundo da Rua Podcast.

Start typing and press Enter to search