Revista Raça

Capa

Extermínio da juventude negra será tema de jornada de luta no mês da abolição

  • Autor: hamalli

  • Publicado em: 23/04/2018

  • Comentários:

Entidades que representam a juventude negra capixaba estão se movimentando para realizar uma grande mobilização no próximo mês de maio, quando completam-se 130 anos da abolição. A I Jornada de Luta Contra o Extermínio da Juventude Negra no Espírito Santo terá uma série de eventos, realizados entre os dias 15 e 31 de maio.
O Círculo Palmarino-ES, entidade do movimento negro, está cadastrando instituições que desejem participar das atividades. Estão previstos debates, rodas de conversa, seminários, atos públicos, shows, saraus, batalhas, palestras, grupos de estudo, aulas públicas, cineclubes, audiências públicas, além de intervenções artísticas. O cadastro poderá ser feito até o dia cinco de maio de 2018 pela fanpage da entidade.
“Será uma programação construída coletivamente, que contará com diversas atividades na Grande Vitória e no interior; nas comunidades, morros, praças, ruas, becos, escolas, quilombos, faculdades, parlamentos; enfim, em vários espaços para reafirmar e fortalecer nossa luta pela vida e contra o racismo”, explica o coordenador do Círculo Palmarino-ES, Lula Rocha.
Extermínio
Para os integrantes dos movimentos sociais, passados mais de um século - são 130 anos de decretação da abolição -, a Lei Áurea não significou, na prática, uma verdadeira libertação para o povo negro, que ainda sofre os reflexos da escravização inacabada no cotidiano da sociedade brasileira.
Lula Rocha ressalta que uma das perversidades do racismo nos dias atuais é o extermínio da juventude negra. “A Jornada de Luta vem denunciar que a abolição nunca foi concluída e seu maior reflexo é o extermínio de jovens negros. Milhares são mortos anualmente em nosso país. No Espírito Santo, estimativas indicam que a cada 10 jovens assassinados, sete são negros ou negras”, disse.
Fonte: Seculo

Comentários

Comentários