Festa Farafina marca retomada pós- pandemia

São Paulo recebe 3a edição de evento gratuito em homenagem ao Dia Internacional da África

Estão abertas, desde ontem, 18 de maio, as inscrições para pessoas interessadas em participar da 3ª edição da Festa Farafina – África e suas múltiplas riquezas artísticas e tecnológicas, que ocorre em alusão ao 25 de maio, Dia Internacional da África. A celebração de abertura está marcada para 21 de maio, das 21h às 4h, na Aparelha Luzia, em São Paulo, e reunirá artistas africanos, imigrantes e refugiados durante uma jam session de cinco horas. A iniciativa também conta com uma série de oficinas culturais que irão ocorrer entre os meses de junho e julho deste ano. 

As duas primeiras edições da Farafina ocorreram entre os anos de 2017 e 2019 sempre considerando como marco a independência dos países africanos das colônias européias. A iniciativa, que neste ano conta com apoio da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, através do edital de Apoio a projetos artísticos culturais descentralizados de múltiplas linguagens, foi criada pela produtora cultural e pesquisadora Kety Kim Farafina, após a mesma retornar de uma imersão de 365 dias nos países de Senegal e Guiné Conacri, países da África Ocidental.

“A Farafina ocorre para que a data não passe despercebida nas cabeças dos nossos povos da diáspora. E, também, para que a gente traga junto com a nossa nova comunidade africana no Brasil a lembrança – muito – boa de que sabemos a importância do 25 de Maio”, resume a idealizadora e pesquisadora, Kety Kim. Implementado em 1963, o Dia Internacional da África celebra ainda a união de 30 representantes de nações africanas que foram recebidos em Adis Abeba pelo imperador da Etiópia, Hailé Selassié, o último governante da dinastia salomônica.

Sobre as oficinas culturais

Durante as oficinas serão compartilhadas perspectivas, vivências e narrativas sobre o continente africano, que vão desde as possibilidades de intercâmbio entre países, a partir da gastronomia, da poesia, da música, da dança e outras expressões artísticas. Além da pesquisadora Kety Kim, estão à frente dos processos formativos a poeta Débora Garcia, que apresentará seus olhares sobre Moçambique e levará aos participantes suas experiências na África do Sul. As oficinas terão duração de duas horas cada e serão realizadas presencialmente na Ponte cultural.

Mais informações:

Festa Farafina – às 22h, da data 21 de Maio, na Aparelha Luiza, com entrada gratuita. 

Oficinas culturais da Farafina: Junho e Julho de 2022. Inscrições a partir de 18 de maio, através do link https://www.farafina.com.br (atenção: vagas limitadas!).

Assessoria: Commbne (71) 99327-6643 / [email protected]

Comentários

Comentários

About Author /

Start typing and press Enter to search

Open chat
Preciso de Ajuda
Olá 👋
Podemos te ajudar?