Filme sobre enfrentamento ao racismo e mobilização estudantil chega ao cinema

Cabeça de Nêgo apresenta um jovem inconformado com injustiças que busca soluções por meio da ação coletiva 

Já está disponível nas salas de cinema, o filme Cabeça de Nêgo, dirigido e roteirizado por Déo Cardoso. O filme faz uma reflexão profunda sobre a mobilização coletiva como chave para o enfrentamento ao racismo, ao fascismo e a precarização da educação. Temas de grande relevância para o momento presente. 

Saulo, o personagem principal, interpretado por Lucas Limeira, inspirado pela leitura do livro dos Panteras Negras, tenta impor mudanças em sua escola e acaba entrando em conflito com parte da comunidade escolar. Por óbvio, as propostas do jovem  não são bem aceitas e a única saída, após ser vítima de racismo, é a resistência e a mobilização. 

Segundo o diretor do filme,  Déo Cardoso, o trabalho apresentado tem por objetivo “sugerir questionamentos e convidar as pessoas para se divertirem e refletirem”. O diretor ainda acrescenta que toda a sua trajetória artística, foi um percurso mais existencialista que cinéfilo. “Nascer nos Estados Unidos, filho de pai e mãe brasileiros, e transitar desde cedo entre comunidades habitadas por pessoas historicamente oprimidas desses dois países, acabou moldando uma personalidade inquieta e ávida por expressar essa inquietação”, afirmou. 

No elenco do filme, além de Lucas Limeira, que vive o protagonista Saulo, estão as atrizes cearenses Nicoly Mota e Larissa Góes, o ator baiano Val Perré e a atriz global e carioca Jéssica Ellen. 

Comentários

Comentários

About Author /

Jornalista, pós-graduada em comunicação e saúde, produtora de conteúdo, defensora dos direitos humanos e promotora da equidade de gênero e raça. Escreve sobre beleza, identidade, autoestima, livros e filmes. É também idealizadora do Mundo da Rua Podcast.

Start typing and press Enter to search