Filme traduz o sonho de liberdade de uma mulher negra

Os contratempos de uma atendente de loja de conveniência, em um posto de gasolina é a chave para um olhar sensível sobre um sonho de liberdade de uma mulher negra. 

Em “A Noite”, Janine, interpretada por Nina Barros, personagem principal do filme, explica para si mesma e para um cliente que passa pela loja de convivência (possivelmente seu alter ego), os motivos do seu rompimento recente com a família e com o país. 

Janine cansou. Ela se recusa a pagar por dívidas que não adquiriu, enquanto sonha com a capacidade de decidir os rumos da própria vida, em outras palavras, sonha com a liberdade.

O curta-metragem ficcional, “A Noite”, lançado nesta semana no âmbito do projeto do Consulado da Alemanha em São Paulo, que celebra a reunificação de duas Alemanhas, foi inspirado no poema “Die Nacht streckt ihre Finger aus” (A noite estende seus dedos, em tradução livre), de Sarah Kirsch Gedichte. O poema serve para demarcar os atos do curta e posicionar a audiência nos pontos de virada da história. 

Através da linguagem cinematográfica, Fernanda Lomba que é cineasta de primeira viagem, mas com currículo vasto na produção de cinema e TV, fala à mulher e apresenta sua leitura sobre igualdade e diversidade na sociedade. “Há alguns anos tenho me interessado em escrever para mulheres. Não sobre mulheres. A ideia de ter mulheres como público-alvo é um desejo de compartilhar tecnologias de sobrevivência que fui descobrindo ao longo da vida. De diversas leituras, reflexões, conversas profundas com amigas e amigos, dos anos de análise e da profunda sensação de vitalidade”, disse a cineasta e produtora.

O argumento de Fernanda Lomba vai ao encontro dos objetivos da comunicadora Maria Nascimento que, 72 anos antes, mantinha a coluna “Fala à Mulher”, no jornal de imprensa negra, Quilombo. 

Outra feliz coincidência foi o local escolhido para a estreia do curta: a sala Lima Barreto (jornalista, escritor e intelectual negro), no Centro Cultural São Paulo (CCSP). 

Parece que os passos de Fernanda Lomba vêm de longe. 

Onde assistir?

O filme estará em cartaz, gratuitamente, na sala Lima Barreto do Centro Cultural São Paulo, nos dias 9 e 10 de outubro. Também poderá ser assistido no canal do Consulado da Alemanha no YouTube: @AlemanhaniBrasil. Posteriormente será disponibilizado em outras plataformas de streaming.

Comentários

Comentários

About Author /

Jornalista, pós-graduada em comunicação e saúde, produtora de conteúdo, defensora dos direitos humanos e promotora da equidade de gênero e raça. Escreve sobre beleza, identidade, autoestima, livros e filmes. É também idealizadora do Mundo da Rua Podcast.

Start typing and press Enter to search