Revista Raça

Capa

Gleice Damasceno: “É a vitória de uma mulher negra, pobre e fora dos padrões estéticos”

  • Autor: hamalli

  • Publicado em: 20/04/2018

  • Comentários:

Por: Flavia Cirino

Acreana é a vencedora da 18ª edição do Big Brother Brasil

 Primeira representante do Estado do Acre a participar de um reality show, Gleici Damasceno, de 26 aos, foi a grande vencedora do Big Brother Brasil 18, na noite de quinta-feira (19). A estudante de Psicologia ganhou R$ 1,5 milhão, elém de um carro 0km. Durante o rograma, ela havia conquistado um prêmio de R$ 10 mil.

Simples, discreta, porém decidida, Gleici ganhou a simpatia do público principalmente por não ter se vitimizado durante o confinamento. Sua mãe está com câncer, o pai foi assassinado, e em sua família, que tem ainda dois irmãos, 15 tias e 50 primos, e é a única deles a ter concluído o ensino médio e a fazer curso superior. Militante dos Direitos Humanos e da Juventude Negra, ela enfatizou seu ativismo.

“As pessoas nem sabem muito da minha vida, não tem noção. É um filme. Mas eu gosto que as pessoas gostem de mim, de quem eu sou, não queria ninguém perto de mim porque sente pena. Tenho orgulho da minha história, não tenho pena do que aconteceu comigo. Como eu estava em um programa dessa dimensão, não queria que as pessoas votassem em mim porque eu preciso da grana.”

Para ela, a representatividade de sua vitória é marcante e importantíssima.

"Sempre estive na invisibilidade. Tentei fazer coisas na minha comunidade, mas sempre foi difícil, as coisas não saem de lá. Sempre tentei levar esperança, queria fazer alguma coisa por todos, sempre fui muito inquieta", afirmou.

Com o calor do prêmio, a estudante pretende dar conforto à família, mas sem deslumbre.

“Não quero me mudar. Vou reformar a casa onde moramos, ficaremos no mesmo bairro”.

Comentários

Comentários