Home Capa Jornalista da Globo é criticado por chamar mulher negra de mulata

Jornalista da Globo é criticado por chamar mulher negra de mulata

Durante a cobertura do carnaval, o jornalista da TV Globo Roberto Kovalick foi criticado ao usar termo racista, quando chama de mulata uma das passistas que se apresentava no sambódromo de São Paulo, na sexta-feira, 1.

“Duas passistas que vão encantar a avenida, uma loira, de branco, uma outra mulata de vermelho”, disse o Kovalick ao apresentá-las.

“Palavra de origem espanhola, “mulato”, “mulo” (animal íbrido, resultado do cruzamento de cavalo com jumenta ou jumento com égua). As palavras “mulato” e “mulata” foram usadas de forma pejorativa para os filhos mestiços das escravas estupradas pelos senhores brancos”, afirmou o Canal das Bee no Twitter.

 

Comentários

Comentários