Revista Raça

Capa

Jornalista e influenciadora digital Tia Má é chamada de ‘macaca’ ao vivo no instagram

  • Autor: hamalli

  • Publicado em: 01/03/2018

  • Comentários:

‘Monkey’. Na tradução do inglês ‘macaco (a)’. A expressão em questão foi usada na noite de segunda-feira (26) não para descrever o animal e sim insultar de forma racista a jornalista e influenciadora digital Maíra Azevedo, a Tia Má. Os comentários foram feitos, através do instagram da jornalista, durante transmissão ao vivo onde falava sobre candomblé.

“Racistas não são pessoas doentes, que precisam de cuidados. RACISTAS são criminosos, que agem na tentativa de exterminar pessoas negras. A tentativa é negar nossa humanidade. Quando um ser chama uma pessoa negra de macaco, faz essa associação com os primatas, está colocando em prática a forma mais primária do RACISMO, que é a tentativa de negar a nossa humanidade, inclusive esse foi o argumento utilizado pela a instauração da escravidão. RACISMO não é brincadeira, nem bobagem. É CRIME e como tal deve ser punido”, disse Maíra ao Me Salte, canal de notícias sobre diversidade no jornal CORREIO.

Em função do ataque racista Maíra buscou auxílio da Justiça. “É preciso sim expor os racistas e acionar os mecanismos de defesa. Denunciar a página, buscar apoio nos órgãos específicos como o Ministério Público. Aqui destaco a atuação da promotora Lívia Vaz, que de imediato buscou me orientar”, ressaltou Maíra.

Essa é a segunda vez que Maíra é discriminada na internet. A primeira vez foi em maio de 2016. “Na época eu registrei queixa na 1ª Delegacia. Aqui na Bahia não existe delegacia especializada para crimes de racismo ou crimes virtuais levando como provas prints que precisam ser autenticados no cartório”.

Maíra é jornalista, formada e diplomada há 12 anos. Em 2014, recebeu o prêmio de jornalismo Abdias do Nascimento, pelo caderno Especial da Consciência Negra. Em 2015, foi eleita uma das 25 negras mais influentes da internet. Em vídeos curtos, de dois a três minutos em média, ela trata de assuntos do cotidiano, como relacionamentos, trabalho,sexo, auto estima, empoderamento feminino e mecanismos de defesa contra todas as formas de discriminação.

Atualmente, Maíra Azevedo, a tia , faz parte do time de parceiros do programa Encontro com Fátima Bernardes, na rede Globo. É a única baiana a fazer parte da equipe. Maíra, no ano passado, foi madrinha da Parada LBGT da Bahia.

Veja postagem que ela fez comentando o assunto:

O racismo não nos dá descanso! Não importa onde, nem quando, nem como, racistas sempre encontram uma forma de TENTAR NOS ABATER. Mas eu, mulher, preta, nordestina, forjada na luta, herdeira de uma dinastia de guerreiras, não vou sucumbir! OBSERVEM O COMENTÁRIO QUE RECEBO DURANTE UMA LIVE QUE FAÇO SOBRE CANDOMBLÉ. FORAM VÁRIAS OFENSAS, MAS EU SIGO. Chamar uma pessoa negra de MACACA é a forma mais primária do racismo. É tentar negar a nossa humanidade para seguir em frente com todas atrocidades com a população negra. Inclusive esse foi o argumento, que nós negros, éramos semi animais, semi humanos, utilizados para justificar a escravidão. Por isso, chamar uma pessoa de MACACA é também a forma mais medíocre. Porque fico pensando...uma pessoa RACISTA é tão rasteira, tão doente, que nem consegue expor seu ódio de outra forma. É a ignorância, a burrice e estupidez em um só combo. NÃO SINTO PENA! RACISTAS EXISTEM AOS MONTES E NÃO TEM VERGONHA DE SEREM ASSIM! Racismo não é brincadeira, não é piada de mal gosto, não é bobagem. RACISMO É CRIME, e quem o comete é um CRIMINOSO. UMA PESSOA RACISTA NÃO PRECISA DE AMOR, PRECISA DE PUNIÇÃO. PORQUE QUANDO TENTAM NOS ATINGIR COM PALAVRAS, TAMBÉM TENTAM DERRUBAR NOSSOS CORPOS. POR ISSO TEMOS QUE DENUNCIAR ...é a certeza da impunidade que faz esses seres vis seguirem agindo dessa forma perversa. MAS PARA ELES UM AVISO...NÃO VOU SUCUMBIR, SEU ÓDIO EU TRANSFORMO EM COMBUSTÍVEL PARA SEGUIR LUTANDO CONTRA TODAS AS FORMAS DE OPRESSÃO. E para quem diz que racismo não existe, que somos nós #negras e negros que criamos fica aí um aperitivo para sentirem o gosto de nascer com a pele preta aqui. EU RESISTO!!! #racismo #preconceito #EUNAODESISTO #racistasnaopassarao #racismoecrime #racistamerecepunicao

A post shared by Maíra Azevedo (@tiamaoficial) on

 

Comentários

Comentários