Manifestações marcam o domingo em todo o país

Redaçãojunho 7, 20203 min
https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2020/06/20200607_183021.jpg

Em várias cidades do Brasil, neste domingo (07), manifestações contrárias ao governo de Jair Bolsonaro (sem partido) reuniram milhares de pessoas. Em São Paulo, a manifestação ocorreu no Largo do Batata para evitar confrontos com apoiadores do presidente da República, que protestaram em menor número na Avenida Paulista, onde houve embates.

Em Belém, o ato foi impedido de acontecer pela Polícia Militar, que – de acordo com a Anistia Internacional – deteve cerca de 60 jovens que participariam do ato.

Na Esplanada dos Ministérios, na capital do país, manifestantes seguiram com um protesto pacífico contra o fascismo, o racismo e a favor da democracia. Estudantes e integrantes de torcidas organizadas desceram pelas seis faixas do Eixo Monumental em direção ao Ministério da Justiça. Sem ocorrências graves, houve apreensão de materiais que poderiam ser utilizados em eventuais ataques.

Em Goiânia, o ato ocorreu na Praça Cívica e ocorreu a partir das 15h. Segundo relatos, a polícia acompanhou a manifestação com cavalaria montada e helicóptero.

No Rio de Janeiro, o ato seguiu em direção à Igreja da Candelária, no centro da cidade, e reuniu milhares de pessoas. Durante um momento, em frente à Candelária, os manifestantes ficaram de joelhos em homenagem às vítimas da violência policial, seguindo o movimento global Black Lives Matter. Os participantes também deitaram no chão para simbolizar as pessoas mortas pelo estado. Houve registros de confronto de policiais militares com participantes.

Em Belo Horizonte, os manifestantes ocuparam a Avenida Afonso Pena. Com a maioria usando roupas pretas, o ato seguiu com destino à Praça Sete, no centro da capital mineira. Alguns manifestantes foram detidos por policiais acusados de promover desordem.

Comentários

Comentários

Redação

https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2017/08/logo-scaled.jpg

Há 24 anos no mercado, a pioneira e mais antiga publicação negra do Brasil.

Comentários

Comentários