Negritude em destaque na Aliança Francesa

redação redaçãonovembro 22, 20182 min
https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2018/11/csm_09112018LF2157_a74f922e07.jpg

Autor de canções em línguas como kikongo e kimbundu, de Angola e do baixo Congo, o cantor baiano Tiganá Santana é quem abre a programação do Mês da Consciência Negra na Aliança Francesa neste domingo (11), no Teatro Molière, às 20h, acompanhado pelo músico Jorge Solovera. A programação multilinguagem segue até dia 28 com atrações de música, teatro, literatura e audiovisual.

Para refletir sobre identidade e cultura, o evento também exibe o documentário Makala (2017), no dia 20, seguido de bate-papo com o diretor  Emmanuel Gras, na Saladearte Cinema do Museu. Nos dias 21 e 22, o evento recebe a editora francesa Paula Anacaona, responsável pela tradução de autores brasileiros para o idioma francês como José Lins do Rêgo e Conceição Evaristo.

Além de participar de uma mesa, Paula lança seu primeiro romance, Tatou. Por fim, nos dias 27 e 28, o griô François Moïse Bamba, do país africano Burkina Faso, faz uma apresentação de teatro e oferece um ateliê de contação de história

Fonte:  Correiro

Comentários

Comentários

redação redação

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2017/08/logo-scaled.jpg

Há 24 anos no mercado, a pioneira e mais antiga publicação negra do Brasil.

Comentários

Comentários