Conheça José Andrade o negro do futebol brasileiro

 

Texto: Oswaldo Faustino | Foto: Divulgação | Adaptação Web Sara Loup

José Andrade  | Foto: Divulgação

José Andrade | Foto: Divulgação

Jamais me canso de consultar,folhear, ou passar uma rápida vista d’olhos no clássico “O Negro no Futebol Brasileiro”, de Mário Filho, o cronista esportivo que dá nome ao maravilhoso Estádio do Maracanã e atual alvo de polêmicas. Quem ama futebol e quem se interessa pelas questões relacionadas com o povo afro-brasileiro tem de ler. Nunca é demais sabermos das barreiras enfrentadas por nossos futebolistas para conquistar o respeito das torcidas, dos colegas, dos cartolas, da mídia.

E foi nas páginas dessa obra que eu li, pela primeira vez, sobre a Liga dos Canelas Pretas, formada pelos clubes de futebol gaúchos que admitiam jogadores negros e mestiços, o que era proibido pela Liga Nacional de Futebol Porto-Alegrense, a exemplo das entidades esportivas semelhantes do Rio de Janeiro e de São Paulo,no início do século XX.

Curiosamente, bastava aos gaúchos atravessarem a fronteira para se deparar com uma realidade bem diferente: no vizinho Uruguai, um atleta negro, nascido em outubro de 1901, era o maior ídolo nacional, bem antes dos anos 20, sem precisar usar touca para esconder os cabelos crespos nem pintar a cara com pó-de-arroz, como ocorria em alguns times brasileiros.

Seu nome era José Leandro Andrade, e é considerado o primeiro grande jogador negro da história do futebol mundial. Ainda hoje ele é citado internacionalmente entre os mais brilhantes pela eficácia técnica, pela elegância e também pela inteligência.

 

Quer ver esta e outras matérias da revista? Compre esta edição número 180

Comentários

Comentários