Polícia de Santa Catarina revela identidade de homem que aparece fazendo ataques racistas

Desde a semana passada, circula nas redes sociais um vídeo de um homem xingando o filho de uma mulher em que afirma “Não suporto negro”. A identidade do homem foi revelada durante o final de semana. De acordo com informações divulgadas, ele foi identificado como o policial militar da reserva Hélio Martins, de 57 anos. O homem mora em São Ludgero, cidade que fica a cerca de 180 km de Florianópolis.

No vídeo, Martins se refere ao filho de uma mulher, que seria sua ex-companheira, chamando o rapaz de “negro desgraçado” e ainda afirma que é racista. A mulher filma a situação e pergunta porque Hélio Martins tem tanto ódio de “gente morena”. Martins responde: “Porque eu tenho ódio, eu sou racista, eu não suporto negro. Eu tenho amigo negro, mas amigo decente, não essa negrada do caralho que é marrenta que nem tu”. O vídeo ainda mostra o homem tentando agredir a mulher que está gravando as imagens e chamando-a de “macaca”.

A polícia de Santa Catarina abriu um inquérito para investigar crime de racismo cometido pelo homem. Éder Matte, delegado responsável pela delegacia de São Ludgero confirmou a abertura do inquérito na última sexta-feira (17). Ainda não foram divulgadas informações sobre a data em que o vídeo foi gravado e a investigação do crime depende de representação da vítima.

O crime de racismo tem pena de reclusão de 1 a 3 anos e multa.

Comentários

Comentários

About Author /

Start typing and press Enter to search