Após o vazamento do vídeo que indica uma suposta fala racista do jornalista William Waack (e consequente afastamento do profissional de seu trabalho na Globo), Raquel Sheherazade conseguiu sair em defesa do colega de profissão.

Na madrugada desta sexta-feira, 10, a jornalista do SBT fez uma publicação nas redes sociais em que exalta o trabalho de Waack, e foi detonada pelos internautas.

De acordo com Sheherazade, o âncora da Globo foi alvo de "fundamentalistas da moral seletiva" e que Waack ainda teria caído numa "armadilha". O que talvez a jornalista não saiba é que racismo é crime, e não opinião (embora ainda não consigamos confirmar com 100% de certeza se não houve manipulação no vídeo vazado).

"Um dos jornalistas mais brilhantes da TV brasileira foi o último alvo dos fundamentalistas da moral seletiva. Caiu na armadilha pérfida dos coleguinhas invejosos, esquerdistas acéfalos e medíocres de todas as nuances. O 'hipocritamente correto' venceu mais uma vez. Feriu de morte o brilhante Paulo Francis, atropelou Boris Casoy, trapaceou Reinaldo Azevedo e agora condenou à execração pública William Waack. E o jornalismo brasileiro fica a poucos passos da total acefalia. #semWaacknãodá".

Comentários

Comentários