Revista Raça

Colunistas Destaque

Reconhecimento, a motivação que impulsiona!

  • Autor: Amarildo Nogueira

  • Publicado em: 03/04/2018

  • Comentários:

São tantas as tribulações que passamos, por conta de várias situações que vivemos
diariamente, que não nos atentamos em reconhecer as realizações das pessoas nas atividades
que realizam. Quanto as realizações que devem fazer parte das conquistas, pessoais ou
profissionais, nos atemos ao 1% não realizado e nos esquecemos dos 99% de realizações
importantes e fundamentais que foram feitas. Mas do que isto é quando ouvimos do nosso
chefe; Reconhecer pra que? Você ganha muito bem para fazer o que faz! Então por que tenho
que ficar reconhecendo e elogiando o que faz?

Costumo dizer que o verdadeiro valor do ser humano não está nos bens que possui,
mas nas atitudes que de forma gratuita e sabia proporciona a valorização do ser humano por
algo que foi realizado pelo mesmo. O valor do reconhecimento começa em casa quando
dizemos a mãe ou esposa do alimento delicioso preparado. Quando agradecemos por uma
ajuda. Quando elogiamos nossos filhos por feito realizado. Quando recebemos um aprendizado
que percebemos que é de coração, entre outros.

Quanto ao reconhecimento profissional, o mesmo pode acontecer de várias formas:
desde uma frase de incentivo quando o funcionário faz um bom trabalho, até a promoção e
progressão de carreira no caso de funcionários com bom histórico que vem beneficiando a
empresa. Basicamente, é a forma pela qual o funcionário recebe um retorno positivo sobre suas
ações dentro da empresa e sabe que está no caminho profissional correto que fará a diferença
em sua carreira profissional.

Seja empreendedor ou gestor, você já deve (ou deveria) ter percebido que reconhecer
o bom trabalho dos seus funcionários é mais do que importante, é indispensável para que a
motivação da equipe se mantenha em alta. Quando o recurso de reconhecimento é bem
utilizado, fica mais fácil manter os profissionais engajados, motivados e satisfeitos com o
trabalho que realizam.

Assim lhe faço uma pergunta. Qual foi a última vez que você reconheceu de forma
espontânea e sincera um feito de alguém ou equipe? Liste as últimas cinco. Se não conseguir
listar estas cinco, lhe convido a fazer uma reflexão quanto a sua conduta. Então coloque a mão
na consciência! Pense no seu comportamento em relação a seus profissionais: alguma vez
você deixou de demonstrar reconhecimento, mesmo sabendo que era necessário e merecido e
tentou justificar sua própria atitude, dizendo “é assim que eu sou”?
Saiba que é tempo de mudar e começar a colocar em prática esta fantástica e potente
ferramenta que é saber trabalhar com o valor do reconhecimento. Tenha a certeza de quando
bem aplicado, o reconhecimento mudará significativamente a alta performance de sua equipe e
das pessoas que estão ao seu redor.

Amarildo Nogueira

Mestre em Gestão de Negócios pela Universidade Católica de Santos, MBA em Logística Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Business and Management International Professional pela University of California (Irvine-EUA). É Consultor empresarial e autor do livro Logística Empresarial: uma visão local com pensamento globalizado. Ministra Palestras e Treinamentos em todo Brasil, onde já desenvolveu e capacitou mais de 60.000 pessoas.

*Este artigo reflete as opiniões do autor. A Revista Raça não se responsabiliza e não pode ser responsabilizada pelos conceitos ou opiniões de nossos colunistas

 

 

Mestre em Gestão de Negócios pela Universidade Católica de Santos, MBA em Logística Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Business and Management International Professional pela University of California (Irvine-EUA). É Consultor empresarial e autor do livro Logística Empresarial: uma visão local com pensamento globalizado. Ministra Palestras e Treinamentos em todo Brasil, onde já desenvolveu e capacitou mais de 60.000 pessoas.

Comentários

Comentários