Projeto estimula crianças a valorizarem a beleza negra

 

Texto: Redação | Foto: Divulgação 

Valorização da beleza negra | Foto: Divulgação

Valorização da beleza negra | Foto: Divulgação

 

Um projeto desenvolvido em Viçosa, região da Zona da Mata mineira, tem chamado a atenção da imprensa por seu trabalho voltada a autoestima das meninas negras. Trata-se do projeto “Perólas Negras”, da ONG Casa Cultural do Morro. Iniciada em junho de 2013, a ação atende hoje 15 meninas com idades entre sete e 15 anos do Bairro Sagrado Coração de Jesus, conhecido como morro do Rebenta Rabicho.

Para valorizar a beleza negra das meninas, toda semana são realizados tratamentos para manter os cabelos crespos naturais. A estudante Raissa Rosa foi a responsável pela criação do projeto com base em sua própria experiência, e para preservar a ideia de afirmar a beleza dos cabelos naturais, as meninas participantes têm que abandonar processos químicos no cabelo e não podem fazer nenhum tipo de alisamento.

Elas também precisam estar matriculadas em uma escola e participam de atividades diversas, que envolvem tratamentos e debates sobre autoafirmação e negritude. As atividades desenvolvidas na ONG incluem ainda oficinas de confecção de turbantes, maquiagens e rodas de conversa, buscando resgatar os valores da beleza negra.Para conhecer melhor o projeto, acesse o site da Casa Cultural do Morro, que oferece ainda diversas opções, como aulas de hip hop e capoeira. O local não tem parceria com o governo e sobrevive de doações.

 

Quer ver esta e outras colunas e matérias da revista? Compre esta edição número 191

Comentários

Comentários