A Record será notificada pelo Ministério Público Federal para veicular mensagens contra o racismo durante 10 dias úteis, após Marcão do Povo, hoje do SBT, ter chamado Ludmilla de “macaca”, durante o “Balanço Gera”, em Brasília.

Record-TV_logo-768x429

Em documento obtido pela revista “Carta Capital”, a MPF afirma que “a palavra macaco é uma das poucas expressões que consegue simbolizar com tanta força e clareza a discriminação racial e a perpetuação de uma cultura racista e preconceituosa”.

De acordo com a publicação, o canal dos bispos foi condenado a pagar indenização de R$ 500 mil pela fala de Marcão. O valor será revertido para ações de promoção de igualdade racial.

Fonte: TV Foco

Comentários

Comentários