Revista Raça

Capa

3ª edição da FliSamba – Festa Literária do Samba e Resistência Cultural

  • Autor: redação redação

  • Publicado em: 29/11/2018

  • Comentários:

Aos 85 anos, o compositor Monarco experimentou a oportunidade de voltar para a escola — e dessa vez não era de samba. O baluarte da Portela teve uma antecipação da homenagem que receberá na noite de domingo na 3ª edição da FliSamba, que será aberta nesta sexta-feira no Clube Renascença, no Andaraí, Zona Norte do Rio. A convite do EXTRA, o sambista foi à Escola Municipal Estados Unidos, no Catumbi, na manhã desta quarta-feira, para conhecer os estudantes que fizeram desenhos baseados em sua obra e na relação do bairro com o samba. Acostumado a todo tipo de homenagens, o artista se comoveu com a recepção calorosa da criançada, que não economizou em abraços e fez questão que ele autografasse o verso das ilustrações. O portelense retribuiu entoando canções famosas de sua autoria — com o parceiro Ratinho — como “Coração em desalinho” e “Vai vadiar” .

— Não tenho palavras para descrever essa emoção. O samba é meu companheiro e tem muita criança que gosta dele. Me sinto feliz e muito honrado. Estou acostumado ao assédio de adultos, mas o abraço de uma criança é muito mais gostoso — afirmou.

Durante um mês, 120 estudantes de cinco turmas de alfabetização da escola do Catumbi, com idades entre 8 e 9 anos, se debruçaram sobre a vida e obra do compositor e, sob orientação do professor Ricardo Fernandes, produziram ilustrações a partir de duas músicas menos conhecidas do repertório do sambista: “Feliz eu vivo no morro” e “Chuva”. As ilustrações, assim como as redações também sobre o artista feitas por alunos da Escola Municipal Orsina da Fonseca, na Tijuca, são a parte lúdica da festa literária do samba e de resistência cultural negra. Além de ficarem expostos no Clube Renascença, durante os três dias da festa, poderão ser apreciados também o site oficial do evento (www.flisamba.com.br).

Os trabalhos dos estudantes integram a FliSambinha, a vertente infantil do evento, criada na segunda edição, em 2017, e são uma das novidades desse ano do FliSamba. A outra é que, pela primeira vez, as atividades acontecerão durante três dias seguidos e não em apenas um, como foi até o ano passado. Além de Monarco, a feira literária homenageia também a cantora Áurea Martins e Tia Maria do Jongo.A extensa programação inclui exposições, palestras, lançamentos de livros, exibição de filmes e rodas de samba. A parte gastronômica ficará por conta de um festival de ensopados e a tradicional feijoada do Renascença, esta última no domingo.

Haverá também lançamento dos livros “Martinho da Vila, reflexos no espelho”, de Helena Theodoro; "Carolina, uma biografia", de Tom Farias; "Mãe Sereia", de Teresa Cádernas; "Música e Letramento", de Carlos Carvalho" e "Áurea Martins, a invisibilidade visível", de Lúcia Neves, entre outros. Os visitantes poderão participar ainda da palestra "História do Samba", com a historiadora Lili Rose, e de rodas de conversa e de leituras. No espaço, haverá ainda vendas de livros, barracas de acarajé e de vendas de artesanato com peças que remetem à cultura afro.

— Percebemos que a cultura do samba extrapolou suas comunidades, deixou de ficar nos redutos de sua origem e passou a ter interlocução com outros segmentos, principalmente da cultura afro-brasileira, um tema que chamou atenção de muitos escritores, como Nei Lopes, que é sambista e escritor, Luiz Antônio Simas e Helena Theodoro. A FliSamba é a primeira e mais tradicional festa de literatura do samba do Brasil, criada no Clube Renascença, que tem mais de seis décadas e é polo de valorização e preservação da cultura negra — explicou José Reinaldo Marques, um dos curadores do evento, gestado em 2016.

A Festa literária começa nesta sexta-feira — a abertura oficial será às 18h— e só acaba no domingo. Até o meio-dia, período dedicado à FliSambinha, também com lançamentos de livros, rodas de conversas e atividades recreativas voltadas para o público infantil, a entrada será franca. A partir das 13h, haverá cobrança de ingresso no valor de R$10.

Fonte: extra

Comentários

Comentários