Conheça o professor de artes marciais Eduardo Oliveira

 

Texto: Redação  | Foto: Divulgação | Adaptação web Sara Loup

Artes marciais | Foto: Divulgação

Artes marciais | Foto: Divulgação

 

Eduardo Oliveira tem 36 anos, é lutador e professor particular de artes marciais, entre muitas outras atividades diárias que este carioca pratica todos os dias. Nascido e criado na comunidade do Complexo da Penha, no Rio de Janeiro, ele chama a atenção por onde passa.

Aos 13 anos conheceu a capoeira. Depois disso, passou a colecionar outras aptidões, e já fez caratê, judô, kickboxing, luta livre e wrestling.“É uma modalidade pouco conhecida, porém federada e importante”, defende ele. Formado em gastronomia pelo SENAC-RJ, Eduardo também mostra um lado diferente do perfil de lutador.

“Sou apaixonado pela arte da culinária. Cozinho normalmente para mim mesmo, mas, às vezes, presto serviços como auxiliar de cozinha.” Ele ainda consegue tempo para fazer segurança particular e, quando surge uma hora vaga, vai à academia para manter a forma.

“Curto uma praia, viajar. Já trabalhei até como dublê e já fiz várias viagens para gravar cenas de pura adrenalina.” Solteiro e pai de uma menina de 10 anos e de um menino de 13, ele se preocupa muito com o futuro das crianças, e, por conta disso, oferece aulas na comunidade onde mora para criançada. “Acredito que o esporte é o melhor caminho para superar as adversidades da vida.”

Quer ver esta e outras matérias da revista? Compre esta edição número 177

Comentários

Comentários