Revista Raça

Colunistas Destaque

Beleza, identidade e autoestima

  • Autor: Rachel Quintiliano

  • Publicado em: 16/04/2018

  • Comentários:

Empoderamento feminino no Zap Zap

Se no Facebook os grupos parecem estar cada vez menores e pacatos, no Whatsapp estão a todo vapor. Só no grupo Negras Empoderadas II (específico para mulheres negras), moderado pela advogada Mayara Silva de Souza, são 147 mulheres negras inscritas e mais de 100 mensagens por dia, inclusive sobre beleza, identidade e autoestima. Tem grupo ainda maior por ai e também no Telegram, até porque em tempos de fake news e roubo de dados, segurança nunca é demais.

 

Autoestima da população em situação de rua

No conforto da minha casa, apesar do racismo, do machismo e das desigualdades, parece muito mais fácil manter a autoestima elevada. E as pessoas em situação de rua? Quais estratégias usam para manter a autoestima elevada? Nunca parei para conversar com ninguém nessa situação, mas, semana passada chegou até mim um material que fornece boas pistas. Um grupo de pessoas em situação de rua, assistidas pelo Programa Corra pro Abraço, de Salvador /BA, começaram a gravar um álbum com músicas inéditas no estúdio do Ilê Aiyê. Nas letras, soube que não faltam conteúdos sobre os desafios enfrentados nas ruas e as estratégias adotadas por eles e elas para lidar com invisibilidade social.

Menos é mais

Demorei muito para acreditar nisso. Outro dia consultando o Youtube sobre como aplicar a base para garantir uma "pele perfeita" e duradoura, descobri que além do corretivo laranja (uma sombra laranja ou amarela pode ter o mesmo efeito) para camuflar as manchas escuras, inclusive de acne, molhar o pincel antes de aplicar a base pode fazer toda a diferença. Faz quase um mês que estou umedecendo o pincel antes de aplicar a base e o resultado é sensacional. Além de uniformizar a cobertura tenho a sensação de que estou usando menos produto. Finalmente entendi que menos é mais. Foto: Dc Lovensky.

 

Pega na cozinha

Sabe aquele momento que você olha para o armário no banheiro e percebe que não tem um creme legal para hidratar o cabelo e está sem $ para correr na perfumaria? Então, corre na cozinha e pega uma colher de azeite de oliva, de óleo de coco ou de maionese e besunta o cabelo. Não existe umectação capilar mais eficaz

.

Rachel Quintiliano.

Jornalista, pós-graduada em comunicação e saúde, consultora na área de comunicação, planejamento e sistematização com foco em saúde, gênero e raça e empreendedora do ramo de cosméticos.

 

Jornalista, pós-graduada em comunicação e saúde, consultora na área de comunicação, planejamento e sistematização com foco em saúde, gênero e raça e empreendedora do ramo de cosméticos.

Comentários

Comentários