#blackouttuesday um grito de basta nas redes sociais

Redaçãojunho 2, 20203 min
https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2020/06/1024.jpg

A terça-feira (02) foi escolhida como um dia de luto e o Instagram foi inundado por diversos quadradinhos pretos. A manifestação virtual Blackout Tuesday (“Terça-feira do apagão”) mobilizou pessoas do mundo todo, que postaram uma imagem toda preta, em solidariedade aos protestos do movimento Black Lives Matter (vidas negras importam) nos Estados Unidos.

A manifestação virtual foi um grito de combater ao racismo, ao fascismo, a desigualdade e a truculência policial. Para o movimento, esta terça-feira foi escolhida para ser um dia de luto.

O movimento encoraja as pessoas a usar o tempo que gastariam nas redes sociais para apoiar iniciativas do movimento negro e dos direitos humanos —cujas postagens teriam mais visibilidade se todo o resto estiver “apagado”.

A atitude é uma resposta aos protestos que eclodiram nos Estados Unidos há uma semana, por causa da morte de George Floyd, um homem negro que foi morto brutalmente por um policial branco. Vários artistas também se manifestaram sobre o caso em suas redes sociais. Alguns chegaram a ir às ruas participar dos atos, que ocorreram em mais de 140 cidades americanas.

Ativistas reclamam

Embora seja uma campanha em favor do #blacklivesmatter, a #blackouttuesday está atrapalhando ativistas do movimento. Os organizadores dizem que as hastags nos posts escuros estão dificultando que se ache nas redes informações úteis, links de doações, localizações e denúncias de violência policial nos protestos que acontecem em todo o país e que usavam as mesmas tags.

 

 

Comentários

Comentários

Redação

https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2017/08/logo-scaled.jpg

Há 24 anos no mercado, a pioneira e mais antiga publicação negra do Brasil.

Comentários

Comentários