Carol Barreto representou o Brasil em festival na Colômbia

Carol Barretooutubro 3, 20205 min
https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2020/10/B4Q8165-1280x1920.jpg

Festejar para renovar as nossas formas de lutas de resistência! Os festivais se afinam com os nossos modos tradicionais de constituição de comunidades, pois os encontros e festividades estão inseridos nos nossos modos de fazer ciência e de trabalhar a espiritualidade. Grande espaço de encontro, importante centro para debates e troca de experiências entre pessoas da diáspora africana, o Festival Petronio Álvarez possibilita uma reconstrução da nossa memória e história que foram apagadas pela colonização, e assim também no campo da moda.

Em parceria com a British Council, a edição deste ano foi realizada nos dias 24 a 26 de setembro, com o objetivo de expandir as ligações internacionais do festival para fortalecer em termos de circulação, promoção e intercâmbio de conhecimento afro-diaspóricos, com ligação com e entre os setores da música afro e da moda nas regiões da África Subsaariana, Brasil e Reino Unido.
Carol Barreto, modativista e colunista da Revista RAÇA Brasil, foi convidada a representar o Brasil na mesa sobre Moda Pan-Africana Contemporânea, ao lado de Lia Samantha (Colômbia), Sunny Dolat, fundadora do Nest Collective (Quênia), Gloria Wavamunno fundadora da Kampala Fashion Week (Uganda), Mikael Calandra fundadora do Crudo Volta (Reino Unido) e moderada por Ana Copete, Diretora do Festival Petronio Álvarez (Colômbia).

O painel reuniu especialistas do setor da moda e iniciativas de moda contemporânea com uma visão crítica sobre a moda pan-africana, desconstrução de estereótipos sobre a cultura de origem africana, debates sobre aspectos etno-políticos dentro dos projetos de moda feita por e para pessoas negras (herança cultural, feminismo, antirracismo, queer, descolonização, ativismo político e social na moda africana e afro-diaspórica) e referências de projetos interdisciplinares de moda e música, bem como um olhar sobre o estado atual e as projeções futuras da moda afro.

O Petronio Álvarez Pacific Music Festival é um dos evento de cultura afro mais importantes da América Latina. Em seus 23 anos de existência, posicionou-se como um ponto de encontro onde a herança afro-colombiana e todas as suas manifestações estiveram em destaque por seis dias. O British Council é a organização internacional do Reino Unido para relações culturais e oportunidades educacionais. A British Council em 2020 criou o programa PanAfro com o foco central em encontros digitais: Encontro Internacional de Festivais Pan-africanos, um Painel sobre Música Pan-Africana e um Painel sobre Moda Pan-Africana Contemporânea. O PanAfro reúne as suas redes internacionais do British Council com parceiros estratégicos para desenvolver uma nova linha de trabalho e espera-se criar um diálogo que permite o reconhecimento mútuo, e promover a colaboração artística, oportunidades de circulação para artistas e criadores de origem afro.

 

Comentários

Comentários

Carol Barreto

Mulher Negra, Feminista e como Designer de Moda Autoral elabora produtos e imagens de moda a partir de reflexões sobre as relações étnico-raciais e de gênero. Professora Adjunta do Bacharelado em Estudos de Gênero e Diversidade - FFCH – UFBA e Doutoranda no Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade – IHAC – UFBA, pesquisa a relação entre Moda e Ativismo Político

https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2017/08/logo-scaled.jpg

Há 24 anos no mercado, a pioneira e mais antiga publicação negra do Brasil.

Comentários

Comentários