Saiba qual o processo para que um esporte faça parte das Olimpíadas

 

TEXTO: Fernanda Mendes | FOTO: Divulgação | Adaptação web: David Pereira

A capoeira tenta se tornar um esporte Olímpico | FOTO: Shutterstock

A capoeira tenta se tornar um esporte Olímpico | FOTO: Shutterstock

Participar de uma Olimpíada é uma empreitada difícil para a grande maioria dos esportes. Mesmo sendo populares e reconhecidos, passam por uma avaliação, na qual podem ser eliminados e substituídos por outras modalidades a cada edição olímpica. Até o momento, a participação nos jogos está limitada a 26 modalidades e 10.500 atletas, por questões organizativas. São 32 os esportes reconhecidos pelo Comitê Olímpico Internacional, mas sempre há novas postulações.

Para obter o reconhecimento do COI a modalidade passa por 33 critérios de avaliação, como história e tradição do esporte, universalidade, popularidade, custos, desenvolvimento da federação internacional, saúde do atleta, número de países e continentes envolvidos nas competições mundiais.

Já para o ingresso no programa olímpico, são observados critérios como: adoção do Código Mundial Antidoping; número de participações olímpicas da modalidade; quantidade de federações nacionais filiadas e participações delas em campeonatos continentais; ingressos vendidos nas últimas três edições olímpicas; público dos últimos quatro campeonatos mundiais; interesse da mídia; data de criação do site oficial da federação internacional e número de visitantes; impacto ambiental; existência de programas de desenvolvimento nos cinco continentes; custos da infraestrutura necessária para a competição, treinos, equipamentos, tecnologia, segurança e produção televisiva.
Quer ver esta e outras matérias da revista? Compre esta edição número 181.

Comentários

Comentários