Cuidados com a pele

Neste período de pandemia, o fato de as pessoas ficarem mais em casa fez com que muitas recorressem às “receitas milagrosas” de internet. E os riscos são muitos. O que a senhora aponta como maiores pecados?

As pessoas durante a pandemia, por ficarem mais em casa, iniciaram o skincare, que é a rotina, passos e produtos usados no cuidado diário com a pele. O cuidado deve ser feito, o grande pecado é a compra de produtos sem orientação do dermatologista ou a produção criativa de receitas domésticas. Um exemplo que me apareceu foi o uso de limão e açúcar como esfoliante, solução que se aplicada ao rosto, e com exposição ao sol pode irritar ou queimar a pele. Outro perigo é o uso indiscriminado de ervas naturais e óleos para estimular e hidratar o cabelo, pode produzir sérias alergias e até acelerar a queda capilar.


O que não se deve, de jeito nenhum, fazer? Quais foram as maiores reclamações de seus pacientes nesta pandemia, em relação à pele?

As principais reclamações foram: queda de cabelo;
acne por uso sem orientação de máscaras;  acne por alta ingestão de doces e carboidratos; descamação no rosto (dermatite seborreica) por stress;
piora da rosácea (doença vascular inflamatória crônica, com remissões e recidiva).


As férias são tempos de comilança e excessos. Quais os alimentos dessa época do ano que devem ser evitados e o que devemos fazer para preservar a saúde da pele?

Deve-se evitar tudo que for rico em açúcar, como: açaí, chocolate, bolos etc.  Esses alimentos estimulam as glândulas sebáceas, deixando a pele mais oleosa e propensa à acne. E para prevenção e cuidado devemos escolher uma alimentação à base de vegetais, frutas, legumes. Beber bastante água, auxilia e muito a manter a pele saudável, lembrando que essas recomendações não estão restritas às festas de final de ano, são cuidados que devemos ter por toda a vida.

Comentários

Comentários

About Author /

Start typing and press Enter to search