Em parceria com a revista RAÇA gigante global da área de cosméticos realiza evento sobre cabelo e ancestralidade

Evento acontece no dia 16 de novembro, ocasião em que a Symrise lançará uma nova linha para cabelos crespos e cacheados

Na semana de comemoração da Consciência Negra, a Symrise e a Revista Raça realizam um bate-papo virtual no dia 16/11 que traz personalidades do movimento negro para falar sobre cabelos, ressaltando a identidade dos cabelos crespos como símbolo de resistência e reafirmação da ancestralidade poderosa da herança africana e as soluções da indústria da beleza, especialmente dos cabelos, para o público crespo e cacheado.

A evento virtual será mediado pelo CEO da Revista Raça, Maurício Pestana. Jornalista, escritor e coordenador executivo do Fórum Brasil Diverso, que acredita que o respeito aos cabelos afro é uma questão de extrema relevância e deve ser discutida enquanto houver racismo. “Queremos criar com esses debates, um movimento antirracista através da autoconfiança e aceitação dos cabelos negros em sua naturalidade. Negras e negros brasileiros são expostos com frequência a discriminações profundas por conta de seus cabelos. Há pouco tempo, cabelos crespos naturais não eram socialmente aceitos e passavam por drásticas transformações que impactavam em sua autoaceitação, uma herança antiga que nasceu juntamente com a escravidão. Ainda bem que, apesar disso, cada vez mais surgem vozes negras que transformam a negação dos próprios cabelos em um poderoso instrumento de reinvindicação e liberdade, com grande contribuição para nova geração” diz Maurício Pestana. 

No bate-papo estarão presentes três personalidade que trazem consigo não só o conhecimento no mundo do cabelo, mas também histórias de superação e engajamento. Como é o caso de Neomisia Silvestre, jornalista brasileira radicada na França, escritora e uma das criadoras do “Orgulho Crespo”, movimento independente de valorização do cabelo crespo e cacheado iniciado em 2015 com a 1ª Marcha do Orgulho Crespo, realizada em São Paulo e que depois tomou conta do país. A iniciativa entrou para o calendário oficial do Estado de São Paulo como o #DiaDoOrgulhoCrespo, celebrado em 26 de julho, por meio da Lei 16.682. Pioneiro, o projeto continua sendo tema e inspirando debates, palestras, teses acadêmicas, ensaios fotográficos, filmes e documentários. Outra personalidade que estará no encontro é a Moara Sacchi, baiana, multiartista, estudante e coordenadora do Instituto Sociocultural Brasil Chama África, agente Cultural no Centro Municipal de Culturas Negras Mãe Sylvia de Oxalá e colaboradora da Revista Raça. Moara é uma das facilitadoras da implementação de programas, projetos, planos e ações culturais nas áreas cultural, ambiental, econômica, assistencial, etnográfica, entre outras de forma participativa, integrada e dialógica. Através da ONG ministrou oficinas e palestras nas escolas municipais e estaduais da Bahia. 

Marcia de Paula é outra especialista que irá compor a mesa redonda. Ela é farmacêutica bioquímica formada pela universidade Osvaldo Cruz, pós-graduada em gerenciamento estratégico de projetos pela FGV, e especialização em cosmetologia, tendo seu maior conhecimento na área de produtos e tecnologias para cabelos e couro cabeludo. Palestrante em diversos congressos nacionais e internacionais, além de ter diversos trabalhos publicados em revistas científicas no Brasil e exterior. Marcia tem mais de 25 anos de experiência no mercado cosmético, e atualmente é Diretora Global da categoria de cabelos e couro cabeludo na Symrise. “Os cabelos cacheados e crespos têm particularidades estruturais que devem ser levadas em conta para ressaltar sua força e sua beleza. São mais frágeis e ásperos, quebram com facilidade e possuem menos lipídeos em seu comprimento. E por isso necessitam de ativos que promovem resistência, força, maleabilidade, muita nutrição e hidratação”, comenta Marcia Paula.

Lançamento Symrise: AFROSCENT LAST®

A Symrise conta com seu Global Hair Care Center, localizado na sede do Brasil e que constantemente amplia seus conhecimentos em cabelos multiétnicos, tanto nas questões fisiológicas quanto nas necessidades, hábitos e rotinas dos consumidores. As pesquisas são aprimoradas para o desenvolvimento de novas moléculas que possam vir a atender essas necessidades e impactar positivamente a população negra. 

Em tributo ao Mês da Consciência Negra e à celebração ao cabelo crespo, a Symrise acaba de lançar AFROSCENT LAST®, a mais nova tecnologia em fragrância que perdura por mais tempo para cabelos cacheados a crespos. “Foram mais de 4 anos de pesquisas globais e trabalhos colaborativos de perfumistas e cientistas para comprovadamente entregar uma fragrância que conta com a melhor deposição de moléculas olfativas para uma maior duração nos cabelos multiétnicos (crespos e cacheados). Um grande desejo da maioria da população brasileira, composta por 80% de pessoas com esse tipo de cabelo”, afirma Valeria Quadros, Diretora de Avaliação Olfativa na divisão de Consumer Fragrance, Brasil e Cone Sul da Symrise. 

Diversidade e Inclusão: Diferenças que inspiram 

O Programa de D&I DiverSym, foi lançado em 2019 e tem como missão promover a Inclusão na Symrise, fortalecendo um ambiente em todos colaboradores possam sentir que são valorizados por suas singularidades.

O slogan do Programa é “Diferenças que nos inspiram” e conta com uma governança para garantir uma capilaridade do tema de D&I dentro da organização. Esta estrutura colaborativa tem como elemento central o Comitê de Diversidade e Inclusão, que é composto por membros de diversas áreas, liderado por Bárbara Zabori, Head de D&I no Brasil, e que acompanha KPIs e métricas sólidas e transformacionais baseados em 4 pilares estratégicos: Equidade de Gênero, Étnico-Racial, LGBTI+, Pessoas com Deficiência. Cada qual, contemplando um grupo de afinidade, em etapas de maturidade em diferentes estágios.           

Os KPIs são monitorados periodicamente, com objetivo de acompanhar o desenvolvimento e de transformar em ação nossa estratégia estabelecida. Já é possível notar nitidamente o resultado deste compromisso coletivo no quadro geral de colaboradores. No pilar Étnico-Racial, houve o aumento de 53% do número de colaboradores autodeclarados negros de 2019, que aumentaram em 10% a representatividade interna em 2 anos, evoluindo de 19% para, hoje, 29% de representatividade interna. Neste período, a representatividade interna de mulheres negras também aumentou de 11% para 16%.

“Acreditamos que como parte do nosso compromisso com a promoção da diversidade étnico-racial, precisamos trabalhar de modo coletivo e incentivar cada vez mais nossos colaboradores e líderes a se aprofundarem na promoção da equidade racial, para que possam refletir e assumir seu papel na construção de um ambiente que valorize o respeito às diferenças, características e singularidades de todos os indivíduos”, finaliza Barbara Zabori.

Comentários

Comentários

About Author /

Start typing and press Enter to search