Estreia hoje documentário sobre ativista Luiza Bairros

Na data em que faria 68 anos, Luiza Bairros protagoniza a estreia do documentário idealizado pela Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras (AMNB). A socióloga, pensadora, gestora e ativista negra será tema de uma obra realizada pelo Cultne, o maior acervo digital da cultura negra da América Latina e será lançada neste sábado, 27 de março às 19:30, no Canal do Youtube e no Facebook da AMNB. 

O lançamento faz parte da programação do #MarçoDeLutas, que tem a finalidade de reafirmar a resistência negra no Brasil a partir do protagonismo das mulheres negras.

De acordo com os produtores, o filme traz momentos marcantes da trajetória de Luiza Bairros, como a fala porente no oitavo Encontro Feminista Latino Americano e do Caribe, em 1985 e no primeiro Encontro Nacional de Mulheres Negras, em 1988, em  Valença. Pode se esperar também, situações importantes que viveu enquanto foi ministra de Estado, como a III Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial, em novembro de 2013.

O diretor executivo da Revista Raça, Maurício Pestana, teve a chance de conhecê-la e considera o documentário um registro de extrema relevância.

“Luiza foi uma das ativistas mais importante do século 20 e eu sempre dizia como amigo, que ela era o modelo de pessoa que eu parava o que estivesse fazendo para ouvir, pois sempre trazia sábias palavras e grandes aprendizados”, diz saudoso.

Gaúcha de Porto Alegre, Luiza Helena de Bairros se mudou para a Bahia em agosto de 1979, após ter contato com o Movimento Negro Unificado, tornando-se após esse encontro uma grande ativista do Movimento Negro e da luta das Mulheres Negras enquanto viveu. Seu nome é um dos maiores no Brasil em embates contra o racismo e contra o sexismo. 

Era mestre em ciências sociais pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e doutora em sociologia pela Michigan State University. Se formou em Administração Pública e de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e era especialista em Planejamento Regional pela Universidade Federal do Ceará.

Foi ministra do governo de Dilma Rousseff entre os anos de 2011 e 2014. Em 2016 faleceu em 12 de julho de 2016, vítima de um câncer no pulmão.

Comentários

Comentários

About Author /

Start typing and press Enter to search