Em seu primeiro dia, Fórum Brasil Diverso traz líderes comprometidos com a causa antirracista nas empresas

Um dos principais eventos brasileiros com alcance internacional a discutir equidade racial no mercado de trabalho, Fórum Brasil Diverso mostrou os desafios da inclusão racial durante e pós-pandemia

Realizado entre os dias 17 e 18 de novembro, o Fórum Brasil Diverso chega a sua sétima edição trazendo como tema principal a “Inclusão e exclusão racial no mercado de trabalho durante e pós-pandemia”.

O primeiro dia começou com uma entrevista exclusiva feita pelo CEO da Revista RAÇA e do Fórum Brasil Diverso, Maurício Pestana, com Luiza Trajano, Presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza. Os dois conversaram sobre a iniciativa da varejista em realizar um processo seletivo para trainees exclusivo para profissionais negros. A executiva contou que a ideia de abrir o processo seletivo só para pessoas negras foi uma sugestão de sua equipe ao notar que não haviam trainees no grupo. Profissionais negros que atuam no Magazine Luiza também fizeram parte do grupo responsável por organizar os processos de seleção do programa.

Noel Prioux – CEO do Carrefour, explicou quais foram as políticas adotadas pelo Carrefour para combater o racismo dentro e fora da instituição. Em seu depoimento durante o Fórum, o executivo explicou o Carrefour tem “reforçado treinamentos e letramento racial para os colaboradores, pois acreditamos que eles são multiplicadores das boas práticas”. De acordo com Prioux, “todas as empresas juntas tem que ter um plano de ação direcionado para esta inclusão e que passem a ter a diversidade como parte do DNA e a formatação de políticas claras para combate ao racismo do país”.

Reprodução/Facebook

Além de Noël Prioux, a rodada de debate com tema “Revolucionando no mundo corporativo” também teve a participação de Liel Miranda, CEO da Mondelez Brasil e de Marina Peixoto, Diretora Executiva do Mover.org, que convidou os espectadores para fazer parte do movimento e entrar na luta pela diversidade.

O debate sobre “Diversidade e inclusão durante e pós-pandemia” foi intenso e enriquecedor.

Edvaldo Vieira, CEO da Amil United-Health Group Brasil, Marcos Samaha, CEO do Tenda Atacado, Maurício Rodrigues, Presidente da Divisão de Crop Science LatAm da Bayer, trouxeram pontos de vista bastante contundentes sobre a importância na efetividade das ações antirracistas, reconhecendo a  a existência do racismo estrutural e que é necessário lutar para que pessoas negras possam estar em pé de igualdade de oportunidades.

Para finalizar o dia de debates, o mediador Renan de Souza convidou Nubia Elias, Coordenadora de Diversidade & inclusão da Vivo, Theo Van der Loo, CEO da NatuScience S.A. e Eder Ramos, Presidente Global da Divisão de Fragrâncias do Grupo Symrise que pontuou que a questão da diversidade e inclusão é muito importante para empresas e que líderes e CEOs também podem pensar sob o ponto de vista dos negócios. Segundo Ramos “a empresa que não é diversa, menos rentável, é menos inovadora e menos eficaz”.

Com apresentação da atriz Adriana Lessa e mediação do jornalista e editor internacional da CNN Brasil, Renan de Souza, o 7º Fórum Brasil Diverso continua amanhã, às 15h. Para o segundo dia de ideias e discussões, o Fórum receberá convidadas internacionais como Judith Morrison, afro-americana, Conselheira Sênior da Divisão de Gênero e Diversidade do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Alexis Mootoo, a americana é Vice-presidente Assistente para Gestão de Recursos e Desenvolvimento Comunitário (USF) e muito mais.

Inscreva-se para participar do Fórum Brasil Diverso no site: forumbrasildiverso.org
O evento é totalmente gratuito e também será transmitido pelo Facebook da Raça, no portal Terra e no Linkedin da Fundação Dom Cabral.

Comentários

Comentários

About Author /

Start typing and press Enter to search