Humorista Mussum completaria 80 anos

Antônio Carlos Bernardes Gomes, mais conhecido como Mussum, nasceu em 7 de abril de 1941. O humorista ficou popularmente conhecido por sua participação no programa de TV “Os Trapalhões

Ele virou memes, cerveja, título de disco, propaganda de carro e música. Está presente no cinema, TV, camisetas, samba, língua do “is”, e em nossa memória afetiva. O eterno trapalhão Mussum continua presente em nossas vidas. Para felicidadis geral da galeris.

Se ainda fosse vivo, Antônio Carlos Bernardes Gomes, o Kid Mumu dos Trapalhões, completaria 80 anos de vida nesta quarta-feira (7 abril). Ele nasceu em 7 de abril de 1941, no Rio de Janeiro. E faleceu em 29 de julho de 1994, quando tinha apenas 53 anos.

Em pouco mais de cinco décadas de vida, o querido Mussum se destacou principalmente pela sua trajetória musical e humorística. Aos que puderam acompanhar os anos de 1960, deve vir à mente o grupo Os Originais do Samba, quando Antônio Carlos era conhecido apenas como Carlinhos Reco-Reco ou Carlinhos da Mangueira.

Até aí, já seria uma trajetória artística de destaque. Muita gente conta que o tal Carlinhos tocava reco-reco como ninguém. E Os Originais era um grupo de muito sucesso, tendo acompanhado Elis Regina e emplacado sucessos como “Tá Chegando Fevereiro”, “Do Lado Direito da Rua Direita”, “A Dona do Primeiro Andar”, “O Aniversário do Tarzan”, “Tragédia no Fundo do Mar “(Assassinato do Camarão) etc.

O fato de ser negro fazia com que Antônio Carlos fosse alvo de piadas racistas. Na biografia “Mussum Forévis: Samba, mé e Trapalhões” (2014), Juliano Barreto defende que Mussum não era passivo e reagia à altura toda vez que era chamado de “azulão”, por exemplo. Mas, claro, isso não livra “Os Trapalhões” da pecha de racista, homofóbico, sexista e outros problemas. Obviamente que isso precisa ser contextualizado e problematizado.

Comentários

Comentários

About Author /

Start typing and press Enter to search