Jovem de 20 anos é detida por injúria racial após desacato a PM; coletivo indígena defende que ela foi mal interpretada

hamalliagosto 9, 20184 min
https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2018/08/injuria-racial-02.jpg

ma jovem de 20 anos foi detida durante um bazar na cidade de Amargosa, recôncavo baiano. De acordo com a Polícia Militar, ela foi presa durante uma abordagem por ter cometido injúria racial contra um policial negro.

O caso aconteceu no sábado (4) e o Coletivo de Estudantes Indígenas na Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB) defendeu, nas redes sociais, nesta segunda -feira (6), que a jovem foi mal interpretada.

Até esta manhã, a estudante ainda estava presa. Ela é aluna de Educação Física da universidade.

A PM informou ainda que a situação ocorreu durante uma ronda na Praça de Feira, quando a jovem teria avistado os policiais e dito uma frase com xingamento contra os PMs.

Por meio de nota, a polícia disse que a guarnição parou e solicitou os documentos da jovem, momento em que ela teria desacatado um dos soldados. Na ocasião, ela teria dito que não iria falar e nem respeitar um policial negro.

A jovem teria se exaltado e os policiais deram voz de prisão por desacato e ela foi encaminhada para a delegacia.

O Coletivo de Estudantes Indígenas da UFRB, onde a garota é integrante, divulgou nota de repúdio onde afirma que houve má interpretação por parte dos policiais na abordagem.

Comentários

Comentários

hamalli

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2017/08/logo-scaled.jpg

Há 24 anos no mercado, a pioneira e mais antiga publicação negra do Brasil.

Comentários

Comentários