Levantamento mostra que 8 em cada 10 cidades com maiores taxas de negros mortos pela polícia está no RJ

Chacina em São Gonçalo escancara racismo na polícia e chacinas por vingança

Oito entre dez cidades com maiores taxas de mortos pela polícia está no estado do Rio de Janeiro é o que aponta um levantamento feito pelo portal Uol a partir da análise dos dados de 2020 reunidos pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Na última terça-feira (22), os corpos de oito pessoas foram retirados de um mangue depois de uma operação policial em São Gonçalo (RJ), cidade que está em quarto lugar na lista.

Ao todo, foram registrados 5.092 assassinatos de pessoas negras durante intervenções realizadas pela polícia em 2020. O número equivale a 78,9% das 6.416 mortes que aconteceram no mesmo período em que o Anuário de Segurança Pública começou a registrar a pesquisa. Esse é o maior índice de letalidade policial desde 2013.

Para chegar aos resultados, os pesquisadores cruzaram dados das mortes de pessoas negras em ações policiais com o número da população dos municípios onde os crimes aconteceram. Sete municípios apontados na pesquisa estão localizados na região metropolitana do Rio de Janeiro, entre eles São Gonçalo, Japeri, Itaguaí, Belford Roxo, Queimados, Mesquita e São João do Meriti. O oitavo município na lista é Angra dos Reis, que fica localizado na Costa Verde fluminense.

De acordo com a pesquisa, que levou em consideração apenas os municípios com mais de 100 mil moradores, Salvador, na Bahia, é a única capital que aparece na lista, cujo primeiro lugar é ocupado pelo município de Santo Antônio de Jesus (BA).

São Gonçalo, no RJ, registrou 137 mortes e está entre as cidades com mais óbitos de pessoas negras durante ações policiais em números absolutos no ano passado.

Chacina em São Gonçalo

Na segunda-feira (22), moradores de São Gonçalo afirmam ter encontrado e retirado corpos de onze pessoas de dentro de um mangue da região. Os moradores acusam a polícia militar de envolvimento na chacina e afirmam que os corpos tinham marcas de tiros. A polícia afirma oficialmente, que haviam oito corpos no local.

A localização das vítimas acontece dois dias após a o assassinato de um policial durante uma ação contra o tráfico ocorrida no dia 20 de novembro. A terceira maior causa de morte durante incursões da polícia na região metropolitana do Rio durante incursões da polícia é motivada por vingança, de acordo com estudo feito por pesquisadores da Universidade Federal Fluminense.

Comentários

Comentários

About Author /

Start typing and press Enter to search