Home Capa Perifa Geek: ‘Pantera Negra do Campo Limpo’ largou emprego para ser cosplayer...

Perifa Geek: ‘Pantera Negra do Campo Limpo’ largou emprego para ser cosplayer profissional

Wellington Silva já ganhou concurso no 1º PerifaCon. Trajes são confeccionados com ajuda de costureira do bairro

Nas ruas do Campo Limpo, na Zona Sul de São Paulo, Wellington Silva chama atenção pela semelhança com o super-herói Pantera Negra. Considerado sósia do ator Chadwick Boseman, o T’Challa no filme de 2018, o cosplayer, de 31 anos, tem como trabalho oficial a interpretação de personagens em festas e eventos. Há dois anos e meio saiu do trabalho de operador de caixa para se dedicar integralmente à função.

Ganhador de prêmios em uma série de eventos, Wellington chamou atenção na periferia após ganhar o concurso de Cosplay do 1º PerifaCon, em março deste ano, no Capão Redondo.

Para o cosplayer, a representatividade é um dos temas mais importantes e gera impacto entre as crianças e adolescentes que se inspiram em um herói negro dos quadrinhos. “O Pantera Negra é o rei da nação mais avançada tecnologicamente e rica da Terra. Não é escravo, cara que sofreu”, explica.

O trabalho profissional de um cosplay é ser contratado como “personagem vivo” para festas infantis, eventos corporativos, comerciais de TV, lojas e empresas. A ideia é ter o personagem completo, com atuação e interpretação, e não só uma fantasia.

“Eu fiz cosplay por hobby. Não imaginei que estaria trabalhando com isso, dando entrevista pra TV com isso, né? Então é muito gratificante”, conta Wellington.

Wellington Silva se considera nerd da periferia. Característica notável quando suas duas filhas recebem o nome de Liz Skywalker e Victória Skywalker, em referência a Luke Skywalker, protagonista da saga Star Wars. Um dos primeiros cosplays feitos por Wellington foi o de Jedi.

Comentários

Comentários