Raça Indica

Nesta edição, o Raça Indica sugere o livro Parágrafos Fúnebres, de Wesley Barbosa.

Parágrafos fúnebres, de Wesley Barbosa

O autor não levou mais que uma manhã para escrever o livro que apresenta um conto e você não levará mais que duas para ler. 

Isso não significa um consumo inconsciente. Pelo contrário, o livro apresenta Joaquim, um detento preso há 10 anos por uma série de crimes, inclusive homicídio, que encontra primeiro na leitura e, depois, na escrita uma redenção para sua própria alma. 

O relato é atual. O pano de fundo é a pandemia, que lá pelo meio do livro ele descobre ter nome: Coronavírus. Na impossibilidade de receber visita, toma o tempo escrevendo para a mãe, Maria, enquanto vê seus “companheiros” sendo arrastados um a um para, um caminho sem volta, a enfermaria. 

Como Joaquim faz questão de relatar, “[…] vi preso morrer de fome, de doenças venéreas, ataque cardíaco e teve até alguns que se suicidaram não sei como. Agora, a população carcerária tem morrido de falta de ar”. Joaquim parece indicar que os carcereiros também fazem parte deste grupo ao observar que são substituídos. 

A história se desenrola em pequenos parágrafos com relatos diários que começam em 5 de abril e terminam em 10 de maio. São 43 páginas de um desabafo de um preso comum que, com o apoio de um amigo, e, ao ler encarcerados célebres, justifica sua observação sobre o mundo cujo sol nasce quadrado. 

Enquanto lia o livro, lembrava de passar na frente da penitenciária do Carandiru no final dos anos 1990. Da rua, ou do metrô dava para ver braços e pernas para fora da janela minúscula. A lembrança ficou como pano de fundo ao ler o primoroso trabalho de Wesley Barbosa.

Wesley Barbosa é natural de Itapecerica da Serra/SP e em 2016 publicou o primeiro livro, O diabo na mesa dos fundos, pelo Selo Povo. Ficou conhecido por vender seus livros de mão em mão, como um clássico autor-livreiro. Sua escrita dedica-se ao estilo conhecido como literatura marginal, que tem como característica o retrato do cotidiano daqueles e daquelas que vivem à margem, na periferia, nas favelas e em situação de vulnerabilidade social. 

O livro pode ser adquirido direto com o autor através do perfil @barbosaescritor ou em grandes livrarias.

Mundo da Rua Podcast

Acompanhe também as sugestões de livros produzidos por pessoas negras, para pessoas negras e sobre pessoas negras, da nossa colunista Rachel Quintiliano, no podcast Mundo da Rua

 

 

 

 

Comentários

Comentários

About Author /

Jornalista, pós-graduada em comunicação e saúde, produtora de conteúdo, defensora dos direitos humanos e promotora da equidade de gênero e raça. Escreve sobre beleza, identidade, autoestima, livros e filmes. É também idealizadora do Mundo da Rua Podcast.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

Start typing and press Enter to search