Racismo não respeita nem tenente-coronel da PM

O Tenente-Coronel Evanilson de Souza, foi vítima de racismo enquanto palestrava sobre o combate ao racismo na corporação da polícia militar nesta terça-feira (9). 

Evanilson é responsável pela revisão do manual de Direito Humanos da corporação para o combate ao racismo e era sobre este trabalho que ele falava durante a apresentação para uma conferência virtual, no momento em que palestrava um usuário usou a tela compartilhada para escrever ofensas ao Tenente-coronel. A apresentação era para o Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo (USP). 

A Polícia Militar de São Paulo fez uma nota de repúdio ao ato racista em sua conta oficial do Instagram e reforçou sua posição contra qualquer discrimiação étnico-racial. Tanto Evanilson quanto a USP ainda não se posicionaram. 

No ano passado, em uma entrevista sobre a mudança no manual de direitos humanos, o Tenente-coronel afirmou: “É importante mostrar para as pessoas que o racismo existe, que não é exagero, não é só um costume, uma brincadeira, um jeito. Porque é cultural e tradicional dessa forma (de discriminação). É um racismo estrutural da sociedade que se arrasta até os dias de hoje”. O manual deve ficar pronto ainda no primeiro semestre deste ano. 

Comentários

Comentários

About Author /

Start typing and press Enter to search