Representatividade para a primeira infância

Redaçãoagosto 31, 20204 min
https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2020/08/horadoblec_384800_36.jpg

Desde o dia 29 de agosto está no ar um novo canal de animação no Youtube, que aposta em personagens negros para levar representatividade aos pequeninos: Hora do Blec. A animação é protagonizada pelo ator David Junior e idealizada por Yasmin Garcez, sua mulher, que está grávida.

Uma criança negra é o centro desta narrativa destinada, principalmente, ao público na primeira infância. Os personagens Blec, Yayá , Yuki, Lara e Basquiat vivem várias aventuras em busca de conhecer a natureza e ajudar o mundo a ser mais sustentável. No dia-a-dia de Blec, as crianças ainda acompanham seu cotidiano com a mãe, o pai e o avô.

A ideia do Blec surgiu através da Yasmin Garcez, uma das sócias do projeto e também intérprete da personagem Yayá que, desde 2016, após conhecer o Projeto Identidade, de Orlando Caldeira e Noemia Oliveira, passou a observar a escassa produção de entretenimento infantil com protagonismo negro e resolveu produzir uma. Na época, porém, por motivos de agenda dos amigos com quem se uniu, o projeto não foi pra frente e sem uma sociedade com parceiros negros, ela não quis seguir por saber da importância desta representatividade diante do tema.

Em 2019 já vivendo uma relação amorosa interracial com o sócio e intérprete de Blec, David Junior, eles decidiram retomar essa iniciativa e, juntos, desenvolveram a Hora do Blec. Acreditando que a comunicação com a criança é semente de igualdade social , Hora do Blec buscou criar personagens multiétnicos, tendo como protagonista, Blec, um menino negro que tem no seu cabelo Black Power, um símbolo de poder, beleza e magia.

Os clipes têm seus temas inspirados nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) aprovados na ONU. Estes são os temas que devem servir como prioridade em todos os países até 2030 para que possamos viver num mundo melhor.

O programa conta com o apoio institucional do PNUD, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, que luta pela erradicação da pobreza e para a redução das desigualdades sociais.

Comentários

Comentários

Redação

https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2017/08/logo-scaled.jpg

Há 24 anos no mercado, a pioneira e mais antiga publicação negra do Brasil.

Comentários

Comentários